O furo do Fabrício e a comparação do Cláudio Duarte

Reportagem assinada pelo grande repórter Fabrício Falkowski, publicada na contracapa do jornal Correio do Povo,  abre um rombo na bolha de excelência que alguns setores – já bem identificados – conseguiam ver nos últimos tempos no Inter, e que ontem, dia 26, ocuparam espaços generosos para enaltecer algo que não existe: o sucesso financeiro do clube.

Inclusive comparando com o momento do Grêmio, este sim exaltado no centro do país como exemplo de gestão bem-sucedida.

A impressão que dá é que havia a intenção de criar um clima mais favorável como contraponto à bomba que estava armada para explodir a qualquer momento.

Esqueceram de combinar com os russos. Fabrício soltou a bomba antes de todo mundo. Um furo jornalístico. Mais um, aliás, desse repórter sério e aplicado que descobri na redação do CP, e que um dia consegui trazer para a editoria de esportes do jornal. Faz tempo isso.

Sou um descobridor de talentos. Enxergo antes. O caso mais recente é o do Éverton, que eu cheguei a pedir que fosse convocado para a Copa do Mundo, para espanto da maioria dos meus 18 leitores.

Tite não me atendeu, se quebrou, e agora parece que vive só para prejudicar o Grêmio.

Bem, quem quiser saber mais sobre essa lama que envolve ex-dirigentes colorados acesse :

https://www.correiodopovo.com.br/Esportes/Futebol/Inter/2018/9/662427/Relatorio-do-Conselho-responsabiliza-exdirigentes-do-Inter-

CLAUDIO DUARTE

Ouvi hoje, final da manha, na Band, o Cláudio Duarte, um cara que prezo e respeito muito, inclusive como comentarista de futebol, um absurdo que quase me fez bater o carro.

-O Fluminense é superior ao Tucuman -, disparou.

Não posso acreditar que sua intenção tenha sido diminuir o adversário do Grêmio na Libertadores, algo muito comum aqui na aldeia.

Alguém no estúdio retrucou, mas de forma quase meiga.

Cláudio. então, concedeu: “No máximo são iguais”.

Faltou alguém informar ao ex-técnico que o Tucuman é vice-líder do campeonato argentino, dois pontos atrás do Racing.

E o Fluminense?

 

Se gostou, compartilhe!