Gol mágico de Éverton garante três pontos contra o Flu

Só tinha mesmo um jeito de o Grêmio bater o Fluminense a partir do futebol irritante que jogava: algum lance mágico de Éverton.

Foi o que pensei quando ele entrou, tardiamente a meu ver. Mas logo me decepcionei, porque Éverton entrou tão mal quanto seus companheiros.

Mesmo assim, continuei acreditando, porque o torcedor é assim, acredita sempre até quando tudo indica que é impossível.

Pois não é que Éverton sacou mais um lance diferenciado do seu vasto repertório de jogadas. Aos 47 minutos, ele recebeu uma enfiada de bola de Thony Anderson (sua única jogada boa no jogo), a partir de um passe de  Thaciano, da direita.

Com o goleiro em cima e sem condições de girar para concluir, o Cebolinha conseguiu tocar de calcanhar, surpreendendo o goleiro e deixando todos boquiabertos pela genialidade do toque.

Mais um lance para confirmar que eu tinha razão quando, isoladamente no país, pedi sua convocação para disputar o Mundial (não canso de repetir isso, porque fui muito corneteado).

Foi um lance raro, um gol que chegou em boa hora para quem ainda está credenciado a disputar o título do Brasileirão.

Resta esperar que nos próximos jogos Renato mande a campo um time misto quente quando não puder ser o titular.

E também que seja mais ágil nas substituições. Douglas, que errou quase tudo no jogo, já no início do segundo tempo ‘pedia’ para sair. Demorou, mas Douglas saiu e Renato colocou Thaciano.

Foi um grande acerto, porque o time melhorou muito nos minutos finais, chegando ao ponto de vencer um jogo em que não merecia mais do que um empate, resultado que seria desalentador para a torcida gremista.

Sobre Jean Pierre. Era um jogo para ele provar que tem condições de assumir a titularidade, como defendem alguns apressadinhos. Não tem. Além do mais, precisa ser mais competitivo e menos acadêmico. Mas trata-se de um jovem com enorme potencial.

Destaco como melhor do Grêmio o Paulo Vítor. Ele fez duas grandes defesas no chão, lances de extrema dificuldade. Grohe tem um reserva à altura. E isso é tranquilizador. A dupla de área também foi eficiente, não comprometeu.

Alguns outros mantiveram o futebol meia-boca de sempre. Todos sabem quem são.

Bem, o importante é que o Grêmio venceu, e está na briga.

MILAGRE

As possibilidades do Grêmio aumentaram consideravelmente depois que meu amigo Zini publicou hoje, de manhã, que as chances do Grêmio ‘são quase nulas’, e que o ‘time de Renato só tocará na taça se acontecer um milagre’.

Pois eu desconfio que o milagre já aconteceu.

Sem contar que Zini tem sido um pé-frio em boa parte de suas projeções…

 

 

Se gostou, compartilhe!