O Grêmio e a obsessão por centroavante de carteirinha

Nada contra o Gonzalo Carneiro, centroavante que o Grêmio parece estar contratando.

O que me preocupa é o que essa contratação representa. Ela indica um fascínio por atacante grandão, de técnica pobre, pouca velocidade e muita força física.

Eu pensei que Jael já satisfaria esses adoradores de aipim, fãs do camisa 9 tradicional, uma espécie cada vez mais rara e quase ausente de qualquer grande clube do futebol europeu.

Quem tem Jael, não precisa de outro ‘camisa 9’. Imaginei que o Grêmio, sua direção e comissão técnica, estaria em busca de um atacante de área, mas de movimentação, com flexibilidade e boa técnica, como foi Lucas Barrios em seus melhores momentos na Arena.

De certa forma, fico decepcionado com Renato, o ídolo que vai virar estátua, conforme ficou decidido em reunião do Conselho Deliberativo e com a qual eu não concordo.

Pensei que Renato, depois de acertar o time na Copa do Brasil de 2016, com um ataque de muita movimentação, sem o tal centroavante de área, capaz de fazer gols salvadores de cabeça, havia encontrado a fórmula do sucesso no futebol atual. Muita velocidade, troca de posições, movimentação intensa e chegadas surpreendentes dos homens de trás.

O experiente Robinho, vendo tudo isso no Grêmio campeão da CB 2016 saiu atordoado de campo e sequer disfarçou sua admiração pelo futebol que o tricolor jogou nas fases decisivas do torneio sem um atacante fixo na área.

Os sinais indicam, lamentavelmente, que Renato sucumbiu ao atacante de área, com a mobilidade de um cone, ou de um aipim. É uma pena.

Pode ser que o Grêmio esteja adotando a tática do quero-quero, que canta aqui e põe o ovo ali. Não é o que parece, mas é o que eu gostaria. Sugere a contratação desse talento do glorioso Defensor e anuncia um atacante mais adequado ao futebol atual e ao esquema de jogo do time.

Fora isso, resta torcer para que o uruguaio dê certo (o que eu duvido apesar dos lances que vi dele) e se transforme num novo Jardel, sonho que se renova a cada início de temporada na cabeça de certos gremistas na aldeia.

DE LEÓN

Hoje, li que o técnico do Defensor elogiou bastante esse jovem centroavante do decadente futebol uruguaio. É claro que ele só poderia elogiar.

Sugiro que ouçam o De León e algum técnico adversário do Defensor. Pelo menos serão opiniões mais confiáveis.

Se gostou, compartilhe!