Gago, a base e a Arena

A contratação de Léo Gago é intrigante. Trata-se um bom jogador, mas é daquele tipo que ao se chutar uma pedra saem dezenas iguais. Entre eles, alguns da categoria base do Grêmio.

Não posso acreditar que não existam uns dois ou três volantes e condições de aproveitamento no time principal. Aliás, o que mais aparece na base gremista é volante.

Está certo que Léo Gago é um jogador experiente. Mas se Fernando foi aproveitado e rapidamente se firmou, por que não pode acontecer o mesmo com outro guri do junior?

O Grêmio investiu pesado em dois atacantes, dois grandes atacantes. O time começará o ano com o que não teve durante todo este 2011 que já vai tarde: um ataque de qualidade.

Aí, na hora de contratar um segundo volante para jogar ao lado de Fernando, vem Léo Gago. Eu até gosto desse jogador, mas o momento não é de buscar jogadores medianos, e sim de contratar jogadores que cheguem para assumir a titularidade independente do treinador.

Jogador para compor o grupo deve ser buscado na base. Eu sei que a base do Grêmio neste ano obteve resultados medonhos, o que faz a gente ficar ainda mais intrigado. O que está acontecendo na base gremista? É incompetência demais? Outros interesses interferem na escolha e escalação de jogadores? Há carteiraço de empresários?

Se a base gremista não for reorganizada o Grêmio dificilmente poderá repetir a década de 90. Não tem como formar time vencedor somente com gente de fora. Quer dizer, até é possível, mas custa caro e o retorno não é garantido.

As categorias de base do Grêmio merecem tanta atenção quanto a Arena.

Não adianta ter uma casa maravilhosa se os inquilinos não estiverem à altura.

Retomando: o ataque titular está aí.

Mas e a defesa? E o meio campo?

É preciso pelo menos um grande zagueiro. Sorondo é uma aposta. Torço por ele, mas não sei se ele terá condições de jogar e de mostrar o futebol de sua fase pré-Inter. Então, que busquem um zagueiraço!

Eu sei que um investidor está disposto a bancar a contratação de Lugano. Mas o uruguaio está sendo sondado por outros clubes brasileiros, entre eles o São Paulo, que seria a sua preferência. Lugano seria perfeito.

E o meio? Douglas vai embora. Soube que ele rejeitou ir para o Palmeiras. Claro, com Felipão o furo seria mais embaixo. Jogador como Douglas Felipão leva na rédea curta.

O Grêmio deveria investir em Ibson, é o nome que me ocorre. Carlos Eduardo seria outro grande reforço

Paulo Pelaipe está trabalhando, mas o time que ele formou até agora não ganha é pra ganhar o Gauchão. E só.

INTER

No Inter, a impressão que se tem é que a direção está satisfeita com o time que tem para disputar a Libertadores. Dagoberto é uma excelente contratação, mas é preciso mais.

Os laterais são medianos, a zaga inconfiável. O ataque está ótimo e o meio é muito bom.

Sei que muitos colorados gostam de Kleber, mas a meu ver ele já deu o que tinha que dar. O ‘dono’ do seu passe, o empresário Sonda, quer colocá-lo em outro clube. Mas é difícil achar quem pague o que Kleber recebe no Inter. No final da história, ele acaba ficando, como aconteceu anteriormente.

Se gostou, compartilhe!