Grêmio precisa de um mestre, não de um aprendiz

Quando o Grêmio foi campeão gaúcho escrevi que seria seu único título na temporada. Foi no dia 2 de maio. Ali eu já havia concluído que Silas é um treinador que não sabe por que ganha, nem por que perde.

Talvez um dia aprenda, porque é novo na profissão, um noviço, um aprendiz. E não vai nisso nenhuma ofensa. Quem já não foi iniciante?

É com experiências, vivências, que se assimilam lições. Uns mais rapidamente que outros. Alguns talvez pouco aprendam ao longo da vida. Mas sempre vai se juntando alguma coisa.

‘Vivendo e aprendendo a jogar’, cantava Elis.

O problema é que o Grêmio não pode esperar que Silas aprenda. O Olímpico não pode servir de escolinha do professor Raimundo, aquela do Chico Anísio.

O Grêmio precisa de um mestre, não de um aprendiz. E precisa de uma direção mais firme, mais forte, com um discurso mais veemente, com ações mais incisivas.
Se eu, em maio, já antevia que o time sob o comando de Silas havia chegado ao seu limite, como é que gente experiente como o Meira e o Duda, que sabem tanto ou mais de futebol que eu, não se deram conta de que ali já era o momento de mudar?

Por que esperar a descida da ladeira, quando pode ser tarde demais. Aliás, só não é tarde para evitar o rebaixamento.

No Inter, Fossati foi demitido mesmo tendo colocado o Inter na semifinal da Libertadores, eliminando dois clubes argentinos. Fernando Carvalho teve sensibilidade para perceber que o time com Fossati havia chegado ao seu limite.

FC agiu. A dupla Duda/Meira se omite, olha pro lado, assobia, enquanto a nau tricolor avança em direção a um iceberg, ao abismo.

Nas arquibancadas, os colorados não suportavam mais o técnico uruguaio. O mesmo acontece com os gremistas em relação a Silas. E isso há muito tempo.

A grande questão, agora, véspera do jogo contra o Fluminense que pode marcar o fim do ciclo de Silas, é se adianta mudar só o treinador.

O ideal, a meu ver, seria mudar também o comando do futebol. Tem gente boa para ocupar o cargo nesse grupo que dá sustentação ao Duda. Meira já prestou relevantes serviços ao Grêmio, mas chegou ao seu limite.

Todos nós em algum momento chegamos ou chegaremos ao nosso limite.

Meira daria mais uma grande prova de amor autêntico e desinteressado ao Grêmio se renunciasse. Nada pessoal.

Se gostou, compartilhe!

  • GRINGO

    CONCORDO ILGO COM A SAIDA DO MEIRA, JA FEZ O QUE PODIA. MAS ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS ALGUMA COISA TEM QUE MUDAR, TRAZER ALGUM JOGADOR, O MERCADO DO FUTEBOL É DINAMICO, POR EX. O MARCELINHO PARAIBA TA SAINDO DO SP, PODE NAO SER AQUELE GURI, OU O MESMO QUE FOI NO GREMIO EM 2001, MAS É MELHOR QUE ANDRE LIMA, ROBERSON, BERGSON, TEM EXPERIENCIA, MAS É SÓ UM EX. O QUE NÃO PODE É FICAR PARADO, INERTE, ACREDITANDO NO ATUAL GRUPO.
    LEMBREM QUE POR PIOR QUE TENHA SIDO O ANO PASSADO O GREMIO GANHAVA EM CASA E TINHA NO ELENCO JOGADORES COMO MAXI LOPEZ, DOUGLAS COSTA, TCHECO, REVER(Q FAZEM FALTA HJ SIM, É SÓ VER OS RESULTADOS EM CAMPO….)
    MEIRA VAI CUIDAR DOS NETOS, TOMAR UM CAFEZINHO NA RUA DA PRAIA E QDO DER VER ALGUM JG DO TRICOLOR NO ESTADIO, MAS DEIXA A DIREÇÃO DE FUTEBOL DO TIME ENQTO EXISTE TEMPO DE SE RECUPERAR.

  • mARCELINHO PARAÍBA seria um acrescmo, sem dúvida, concordo contigo.
    agora, a primeira coisa a fazer: voltar ao 4-4-2, mas com tres volantes no meio de campo
    são eles: adilson, w. magrao e maylson. FR fica como opção.
    FR poderia ser também o quarto homem, saindo hugo e douglas. não custa fazer o teste.
    lembrem-se o Douglas jogou muito quando teve tres volantes atrás. e ele ficou mais livre pra criar com os dois atacantes.

  • Descobri que quem o Meira estava querendo e negociando é o Rafael Coelho Luiz que está no Vasco.
    Como a esposa do Marcelinho Paraíba está complicando a vinda do mesmo para o Sport pela escola para os filhos tentaram o Rafael e foram informados que o Grêmio teria solicitado a preferência.
    Marcelinho está esperando definição do novo treinador do SP. Dependendo do treinador vai para o Sport ou fica. O salário no Sport seria de 110. No Grêmio seria 220 por pedágio? kkkkk

  • David

    Me tira uma dúvida, Ilgo. Esses novos conselheiros que vão ser eleitos no dia 11 de set, ja participam da escolha do presidente ou é o conselho antigo que faz isso ainda. Por que se for o novo que participa, tende a situação perder antes de ir pra torcida a eleição.

    Vão tomar um laço forte já nessa eleição pra conselho.

  • é o conselho novo que vota.
    mas a situação é forte. vamos ver

  • David

    http://blogremio.blogspot.com/

    Curiosidade da enquete ao lado. G7 tá com tudo!!

  • Mancini derruba o LA Sports Avaí. A estrela solitária depena o Galo do Luxa. Finalmente o Silas coloca o Matheus Magro na relação.

  • Guillaume

    Ilgo,
    Parabéns pela análise equilibrada. Em tempos de crise aguda, é uma raridade. Nos diversos blogs, só vemos ofensas e xingamentos.
    Concordo contigo, acho que só o Silas não basta. O Meira prestou seu serviços, mas deve sair.
    Francamente, acho que tem mais gente no G7 preparada para assumir o futebol que no G4, onde o pessoal é mais verde. No G4, afora o Vicente Martins, que foi vice do Guerreiro e deu no que deu (Astrada, P.Nunes, Amato, derrota por Caxias no gauchão apesar da maior receita no futebol na história do Grêmio), não lembro de alguém dessa turma que tenha experiência e expertise nesse dpto.. Não que futuramente não poderá surgir alguém, mas, por ora, não passaria de aposta.
    Para quem não se lembra, em 2007 houve uma FORTE renovação do Conselho, com vitória esmagadora da chapa 1, apoiada pelo Odone e composta de muita gente nova, principalmente do Movimento Grêmio Novo. Ficaram com 100 cadeiras das 150. As outras 50 ficaram para a Chapa 3 apoiada pelo Cacalo e Renato Moreira, que eram oposição ao Odone, e que ultrapassaram a cláusula de barreira por 9 votos.
    Em 2008, quando o Pelaipe caiu, depois de duas eliminações em uma semana (gauchão e copa do brasil), sabem a quem o Odone teve que recorrer para assumir o futebol? A lógica diria que a um dos 100 conselheiros novos de 2007 que o apoiavam e representavam a tão aguardada e desejada renovação. Certo? Errado. Daquele mato não saiu coelho. Assumiram Krieger e Meira, o primeiro apoiador da chapa 3, de oposição, e o segundo excluído do conselho porque integrava a chapa 2, que não atingiu a cláusula de barreira.
    Competentes ou não, o fato é que encararam o desafio do cargo que, de um tempo pra cá, virou MOEDOR de carne.
    Se o futebol vai mal, quem é da oposição vira automaticamente autoridade em qualquer assunto do clube, do futebol à loja de produtos, tenha ou não conhecimento da matéria. Mas será que eles são a solução?
    Saudações

  • Anonymous

    INFORMAÇÃO DE HJ, SILAS SAI HJ GANHANDO OU NÃO, E VAI PARA O SP. NO LUGAR DELE VEM TITE OU MARIO SERGIO. ANTES TARDE QUE NUNCA, HA TEMPO AINDA PARA REVERTER TORCEMOS. AH DIZ QUE SAI O MEIRA TB E ENTRA O TAL DO MOREIRA, VEREMOS O QUE MUDA NA PRATICA. MAS DAE 1 PROBLEMA POR VEZ SAINDO O SILAS JA MUDA, O QUE VENHA ALGUEM QUE DEIXE O TRICOLOR NA SÉRIE A, PQ ANO Q VEM DAI É OUTRO NEGÓCIO.

  • Anonymous

    PRIMEIRO TEMPO O GREMIO TOMA 1 CHOCOLATE EM CASA DO TIME MÉDIO DO FLU. TA ATÉ POUCO 2X0, É COMPLICADO DIZER ISSO MAS NÃO TEM FUNDAMENTO O TRICOLOR LEVAR ESSE BAILE EM CASA E NINGUEM FAZER ND. FORA TODOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS, MEIRA DUDA SILAS TODOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    CONTRATEM JOGADORES DE FUNDAMENTO POR FAVOR, PQ SENAO SERIE B DE NOVO.

  • Ter relacionado o Matheus Magro foi só um engana besta do Silas. Final do segundo tempo e André Lima finalmente marca um gol mas a derrota já está consumada. Flu 2 X 1 Grêmio. Se não houver renovação geral no futebol gremista a vaca vai para o brejo ou o açougue da segundona.