Dunga e Roth, a gente merece

Há um clima de histeria envolvendo o jogo do Brasil contra a poderosa seleção do Peru.

Fosse um jogo contra a Argentina ou o Uruguai, tudo bem. Mas contra o Peru, lanterninha das eliminatórias?

Passei em frente ao Beira-Rio hoje, rumo à zona sul da Capital. O meio fio todo pintado, alguns quilômetros, de verde-amarelo. À tarde, trânsito congestionado por causa do treino da Seleção.

Por dever profissional, terei de assistir ao jogo nesta quarta-feira. Caso contrário, faria outra coisa qualquer. Alugaria um DVD ou veria alguns episódios da série House.

A única coisa boa disso tudo foi saber que Ronaldinho Gaúcho não escapou de vaia no treino da Seleção. Pato, por sua vez, foi festejado por 9 entre 10 garotinhas. Merece. Saiu com dignidade do Inter.

Gostei também da postura do repórter Marco Antonio Rodrigues, comentarista do Sportv, questionando o tecnico Dunga durante o programa “Arena Sportv”. Confira o diálogo:

Marco Antonio Rodrigues: “O pais inteiro viu a seleção jogar mal. Não é melhor o técnico chegar e falar que realmente jogou mal?”

Dunga: “Nâo falamos o contrário. Quem aqui falou o contrário?” Marco
Antonio Rodrigues: “Você. Em nenhum momento, na entrevista coletiva apos o jogo, você reconheceu que jogou mal”.

Dunga: “Ninguém perguntou”.

Melhor que isso foi a entrevista do Celso Roth na rádio Guaíba, na qual ele revela que seu sonho é treinar a Seleção Brasileira.

Sem mais palavras.

Se gostou, compartilhe!