Grêmio não joga bem, mas vence e entra no G-4

Quem leu os comentários feitos nas redes sociais durante e depois do jogo saiu convencido de que o Grêmio foi um desastre contra o Vasco, na Arena, apesar da vitória por 2 a 1 e dos três pontos.

“Culpa do Renato, que escalou seus ‘bruxos’ veteranos em detrimento da gurizada”.  Em resumo essa é a mensagem preponderante.

Quero dizer que eu também não gostei do futebol apresentado, mas considerando o calor e o desespero dos cariocas para afastar de vez o fantasma do rebaixamento até que o time deu pro gasto.

O Vasco achou um gol num contra-ataque de três ou quatro passes, e depois tratou de resistir e fazer cera desde o primeiro tempo. O Grêmio, sem brilho algum, foi superior e criou boas situações de gol.

O ‘garotão’ Léo Moura, do alto de seus 40 anos, foi ao fundo meia dúzia de vezes, cruzou três ou quatro vezes na segunda trave, encobrindo o goleiro, como manda o figurino. Foi só no quarto cruzamento desse tipo que Jael se ligou sobre onde deveria estar quando ‘o garotão’ fosse ao fundo. Aí Jael aproveitou o passe ‘com a mão’ do colega ‘decadente e superado’ para empatar o jogo, fazendo justiça ao que acontecia em campo.

Criticam Renato por não ter começado com Jean Pyerre e Matheus Guilherme. Também acho que essa gurizada precisa entrar logo no time. Renato optou por manter seus jogadores de confiança a arriscar, porque, embora para muitos gremistas o mundo acabou com a eliminação na Libertadores, o futebol continua, a vida continua e há uma competição em andamento. Por mais chato que seja, o Brasileirão é o compromisso da vez.

Renato fez a opção dele, e no segundo tempo com o time se arrastando, mandou a campo os dois guris da base. Eles entraram, deram nova dinâmica ao meio de campo e criaram algumas jogadas boas, provando que a vez deles chegou de fato. Apesar disso, o Vasco mantinha o empate, o Grêmio não levava tanto perigo assim, e o jogo se encaminhava para o empate.

Foi então que uma luz iluminou Matheus Henrique e o Grêmio. No último lance do jogo, ele dominou diante da área, abriu e bateu. Seria somente mais uma tentativa não fosse a falha do goleiro vascaíno, que deixou a bola escorregar entre suas mãos. Não fosse isso, o time jovem também teria ficado no empate, igual aos veteranos.

Na quinta-feira, 19h, o Grêmio enfrenta o São Paulo, também candidato ao G-4. Espero que Renato comece o jogo com pelo menos um dos garotos, até para dar mais fôlego ao meio de campo.

No mais, penso que o técnico está agindo corretamente ao escalar esses dois jovens talentos aos poucos, sem a pressa que percebo por aí. Os mesmos que serão os primeiros a jogar pedra no guri que não corresponder as suas (do torcedor afoito) expectativas.

G-4

Com a vitória o Grêmio entra no G-4 e se aproxima do Inter. Continuo com esperança nesse meu campeonato paralelo.

Espero que nos próximos jogos Éverton jogue mais do que jogou neste domingo. Que Bruno Cortêz faça um cruzamento que resulte em gol. Que Marinho finalmente mostre que pode ser útil. E que Luan volte logo, antes de seja tarde.

 

 

Se gostou, compartilhe!