Foco no Gauchão e na defesa da Geral

Com a pausa na Libertadores, o Grêmio pode agora focar apenas no Gauchão. Objetivo imediato é afastar o risco de rebaixamento à série B regional e confirmar sua classificação. Depois, a luta pelo título.

Sei que muita gente irá comemorar se o clube ficar no limbo, nem rebaixado, nem classificado. A ideia é com isso atingir Novelletto Primeiro e Único.

Ora, ele está largando a federação, e nada melhor que mais um título do clube do qual é conselheiro. O dinheiro da TV já está garantido, até onde eu sei. Se vai cair a sintonia sem o Grêmio será problema da emissora detentora dos direitos. Então, seria uma vingancinha muito boba.

A melhor vingança é classificar-se, atropelar os adversários conhecidos (os times) e os que vivem na penumbra, nas trevas, só esperando para prejudicar o Grêmio, e, finalmente, sair campeão no ano do centenário da FGF.

É o que eu quero. Respeito, e até entendo, quem pense diferente.

Assim, minha preocupação agora é com o jogo contra o Juventude, domingo, às 17 horas, no Jaconi.

Pelo noticiário, Luan deve ficar fora, juntando-se a Arthur. Madson é outro que sente lesão, e dificilmente irá jogar.

Tudo indica que Renato vai começar com o lateral Felipe, mas se ele estiver iluminado pelo brilho do bom senso começa com Ramiro deslocado.

No meio, Jaílson e Maicon. Não descarto a presença de Michel ao lado de Maicon, com Jaílson na função original de Ramiro pelo lado direito.

Na frente, Alisson pela direita, Thonny Anderson centralizado e Éverton na esquerda. Tudo muito simples.

Se Renato quiser simplificar ainda mais, pode começar com Jael ou Brocador. Opções ele tem.

 

Só espero que ele não insista com Cícero numa função mais ofensiva. Sua escalação contra o Juventude só se justifica na função de Ramiro. Fora isso, banco de reservas.

O importante é vencer o Juventude, e o que tiver no caminho, se é que me entendem.

GERAL

Há de chegar o dia em que o MP irá questionar/contestar algum título obtido pelo Grêmio. Ou porque a Geral foi ruidosa demais no apoio ao time em algum jogo; ou porque a charanga tocou desafinado; ou porque dispararam sinalizadores na Arena, uma reincidência inaceitável; ou porque o time jogou bem e bonito demais, causando inveja aos vermelhos da aldeia; ou porque o time agora se acostumou a papar todos os grandes títulos, deixando humilhados os rivais mais próximos.

Motivos é que não faltam. Se o MP foi capaz de denunciar um bumbo da Geral em jogo no exterior e considerar isso uma afronta à recente decisão judicial, então realmente não tenho por que duvidar em que algum dia esse pessoal que garimpa miudezas na internet para punir ‘os de azul’ vai tentar impugnar vitória ou título do TRICAMPEÃO DA AMÉRICA.

Aliás, faço questão de escrever TRICAMPEÃO DA AMÉRICA, assim como quem grita, porque sei que isso está doendo em muita gente.

Para completar, parabéns à direção do Grêmio, que emitiu nota sobre esse episódio tragicômico, garantindo que irá defender a torcida em todas as instâncias.

Se gostou, compartilhe!