Renato testa esquema com quatro volantes para o Gre-Nal

O Grêmio nem precisou jogar bem pra vencer o Juventude por 2 a 0, no Alfredo Jaconi. O campo prejudicou o time de maior qualidade. Tanto que seguidamente havia ligação direta defesa/ataque. Já o Juventude parecia assustado, sem alternativa de contra-ataque. Marcelo Grohe fez uma defesa ao longo do jogo. Mais nada.

Mesmo com superioridade absoluta durante os 90 minutos, o Grêmio precisou de uma falha do goleiro Matheus logo no início do segundo tempo para abrir o caminho da vitória.

Matheus errou. Ele foi muito auto-suficiente no lance ao receber uma bola recuada em más condições. Subestimou a velocidade de Jael, quis dominar a bola em vez de dar um chutão, talvez para mostrar que sabe jogar com os pés. O fato é que ele vacilou e Jael fez 1 a 0.

O gol tornou tudo ainda mais fácil para o Grêmio, que aí sim criou algumas situações claras para ampliar, mas chegou apenas aos 2 a 0, um golaço de Madson. Jogada começou com uma enfiada de Maicon, que Ramiro cruzou na medida para o lateral concluir com categoria e precisão.

Madson

Sobre Madson: aqueles que detonaram o guri a partir de uma amostragem pequena, estão com a barba de molho. Madson jogou muita bola. Aliás, eu antecipei aqui que ele poderia melhorar quando tivesse Ramiro ao seu lado. Curiosamente, Ramiro além de ajudar na marcação pelo lado direito ainda deu o passe milimétrico para Madson, que só tende a crescer agora com moral mais elevado. Madson, o melhor do jogo.

Cícero

Não gostei. Tem sido um jogador sem sangue, sem sal. Faz um feijão com arroz razoável, raramente aparece em alguma jogada de ataque, e no combate ao adversário é quase imperceptível. Penso que o lugar dele é no banco de reservas, até que incorpore o espírito tricolor e se comprometa mais.

Posso estar sendo injusto, mas é o que ele me passa.

Classificação

O Grêmio afastou o fantasma do rebaixamento. Luta agora para confirmar sua classificação. Se pegar o oitavo lugar, e o Inter garantir o primeiro, teremos Gre-Nal na próxima fase. É o que espero. Vencer o clássico e depois ‘passear’ no Gauchão.

Mas desconfio que o Inter vai fugir desse confronto agora. Caxias e Brasil de Pelotas começaram a fuga nesta rodada. Ambos perderam.

Imaginem só: os três líderes tentando fugir do Grêmio. Vai ser hilário.

Gre-Nal

Refletindo sobre Cícero e o esquema de 4 volantes que Renato aplicou neste domingo na Serra, estou chegando à conclusão de que o técnico escalou esse time já projetando o clássico do dia 11, marcado para as 11h (será que esse horário será mantido?).

Penso que Renato pode começar o jogo com esse quadrado, saindo Cícero e entrando Arthur. Está mais do que na hora de ele jogar.

Na frente, Luan e Éverton. Se Luan não puder jogar, é possível que Renato repita Jael de titular.

Duvido que Renato mexa na dupla Jaílson/Maicon. Renato vai apostar num meio-campo forte, consistente e criativo (com Arthur dialogando com Maicon e Luan).

O jogo no Jaconi já foi um teste para o Gre-Nal, é o que me parece.

MP

É incrível como o MP é rigoroso com a Geral do Grêmio. A torcida colorada fez de tudo no ano passado, até cone jogou sobre brigadianos. Quebraram posto de gasolina e loja de conveniência, e ficou por isso mesmo.

Aí a torcida gremista leva um bumbo para um jogo no exterior e corre risco de nova punição. É o fim da picada, revoltante.

Ainda bem que o Grêmio está reagindo e não vai deixar assim.

Agora, a gente olha para a FGF, o MP e o Judiciário e tem a impressão que os colorados estão no controle de tudo. Mas é só impressão, porque são todos homens honrados, que dignificam suas instituições. E se erram mais para um lado é porque são humanos e se trata de mera coincidência.

Se gostou, compartilhe!