Força máxima tricolor e retranca colorada

O que mais aparece nos dias que antecedem ao Gre-Nal são especulações de todos os tipos, ainda mais quando fortalecidas por treinos secretos, sorrisos marotos, silêncios, mistérios e respostas evasivas.

A semana do clássico de número 411 começou com uma onda daquelas gigantes que surfistas corajosos e/ou suicidas adoram. Eram insistentes os boatos e opiniões teimosas de analistas colorados e, como diz o cornetadorw, de gremistas com a síndrome de Estocolmo, apontando para um time reserva do Grêmio.

A onda havaiana virou uma marolinha. 

Claro, a onda se explica: um time reserva do Grêmio é tudo que os colorados gostariam de ver neste domingo na Arena.

Até não duvido que havia essa intenção em determinado momento no lado azul, um processo, se foi esse o caso, abortado nas redes sociais. Dez entre dez gremistas defenderam um Grêmio com força máxima, tolerando desfalque somente em algum caso especial, como lesão ou processo evidente de fadiga.

Nada de poupar jogador pensando no Cruzeiro, na Copa do Brasil.

O ‘título’ que interessa no momento é uma vitória no clássico para dar um empurrão no maior rival em sua caminhada rumo à segundona.

Bem, depois do jogo, é outra história. Aí, sim, foco na Copa do Brasil, colocando o Brasileirão em segundo plano. A partir do Gre-Nal, sim, a torcida gremista irá aceitar, até com entusiasmo, que muitos titulares sejam poupados em determinados jogos.

Então, força máxima contra o Inter, que, por sua vez, vai embalado pelos últimos resultados.

Será um grande jogo, sem dúvida.

RETRANCA

O técnico Celso Roth, pelo que li, se diz satisfeito com um empate. Realmente, um ponto na Arena será um resultado muito bom para quem tenta escapar do rebaixamento.

Para o Grêmio, só a vitória interessa. Soube que há uma premiação milionária. Mobilização total no Grêmio, do porteiro ao ‘ponta-esquerda’.

Diante disso, Roth muito provavelmente irá escalar seu time com três volantes, numa tentativa de erguer uma muralha diante de sua área, congestionar o meio de campo para neutralizar o toque de bola tricolor e explorar contra-ataque com seus velocistas, em especial Vitinho, este um jogador diferenciado.

DOUGLAS

Pelo lado gremista, espero que Douglas não seja poupado. Há comentários nesse sentido. Como se sabe, e como venho dizendo aqui há muito tempo, Douglas em casa é um leão; fora, um gatinho.

Douglas, portanto, precisa jogar este Gre-Nal. Que seja poupado do jogo contra o Cruzeiro, que é fora de casa.

Se for para poupar algum titular, que seja Marcelo Oliveira. Iago já mostrou que é melhor marcador. O que seria interessante taticamente, porque liberaria mais Edilson.

A propósito, Vitinho joga muito pela esquerda. Ramiro terá de ficar atento, cobrindo as subidas de Edilson.

No mais, é esperar que a arbitragem seja absolutamente neutra.

E que os atacantes do Grêmio melhorem substancialmente o índice de acertos nas conclusões.

CORNETA

http://cornetadorw.blogspot.com.br/2016/10/pipocao-inconformado.html

 

Se gostou, compartilhe!