Grêmio avança; Inter dá adeus ao título

O Grêmio venceu o jogo dos seis pontos. Bateu o Vasco no Olímpico por 2 a , gols de Marcelo Moreno e Kleber. Uma grande vitória, uma arrancada alentadora no returno, ainda mais que o Atlético Mineiro, em casa, ficou no empate com a Ponte Preta. Também o Flu empatou.

O Grêmio foi melhor o tempo todo. Criou poucas chances de gol, mas teve o controle, e isso deve ser considerado.

A prova inquestionável de que o time está ajustado é que a engrenagem funciona mesmo quando perde peças fundamentais como Gilberto Silva e Elano. Naldo dessa vez deu boa resposta no lugar de Gilberto Silva.

No meio, Marquinhos errou alguns lances de ataque, mas compensou com algumas boas jogadas, muito esforço e aplicação tática. Marquinhos está mostrando mais interesse e envolvimento, mas continua devendo na comparação com o titular Elano.

A produção ofensiva do time foi precária. A do Vasco conseguiu ser pior, muito em função da melhor dupla de volantes do campeonato: Fernando e Souza.

Agora, não dá pra desconsiderar que Marquinhos foi quem cobrou a falta que resultou no primeiro gol, com Marcelo Moreno pegando a bola solta pelo goleiro. Já o segundo gol foi obra de Kleber, que chutou, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro. Foram dois gols achados, mas eles também valem.

Com isso, o Grêmio reduz a distância do líder e do vice, e começa o segundo turno mostrando que está na briga pelo título nacional.

Está aí um time que tem o dedo de seu treinador.

O POLVO

O polvo do Boteco errou. A previsão é de que seria 2 a 1 pro Vasco.

O que será melhor? Polvo frito ou ensopado?

INTER

A derrota não passou pelo treinador, disse o presidente Luigi. Nem sempre os dirigentes são sinceros quando defendem o treinador após uma derrota como essa diante do Coritiba, que faz má campanha e estava bastante desfalcado.

Luigi sabe que esse é o momento de ser ator. Na verdade, a derrota por 1 a 0 em Curitiba começou, passou e terminou no treinador. Quando ele acumulou uma série de vitórias logo ao assumir todos o festejam. Tudo passava pelo treinador. Todos no clube comemoravam o que consideravam ser acerto a troca de Dorival por Fernandão. Se antes tudo poderia ser atribuído a Fernandão, por que não os resultados negativos? Já são quatro os jogos sem vitória.

O Inter, apontado por grande parte da mídia, não apenas regional como nacional, como favorito ao título do Brasileiro, agora terá de lutar e se dar por satisfeito se conseguir uma vaga na Libertadores 2013.

O Inter, esse da folha de pagamento milionária, é carta fora do baralho.

O clube irá completar 33 anos desde seu último título no Campeonato Brasileiro.

Sem entrar em maiores detalhes, a culpa maior é de sua direção, que decidiu fazer experiências com novatos em pleno campeonato nacional, quando deveria ter feito isso no Gauchão.

Diante disso, só me resta questionar: o objetivo maior do Inter no segundo semestre seria mesmo brigar pelo Brasileirão ou lançar a gurizada para projetar e depois faturar uma grana?

16
Deixe um comentário

Please Login to comment
0 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais recente
Comentário mais popular
0 Comentaristas
Recent comment authors
  Seguir discussão  
novos antigos
Notify of