Questão de prioridade

O consagrado colunista Paulo Sant’anna deu um pau na direção do Grêmio e no Luxemburgo em seu espaço na Zero Hora desta terça-feira. Tudo porque o Grêmio poupou alguns jogadores considerados titulares para enfrentar o Vasco, jogo pelo Campeonato Brasileiro.

Hoje, o Luxemburgo reiterou que a prioridade é a Copa do Brasil. Se for necessário poupar alguns jogadores, ele irá poupar. Mais claro é impossível.

Se o Grêmio ainda tivesse um grupo de qualidade. Mas o Grêmio tem, hoje, em função de lesões e da venda de Mário Fernandes, um time que para vencer precisa pelear muito.

Sem forçar muito, vejo precariedade plena na lateral-esquerda e na meia, o tal articulador. Se o jovem Rondinelly confirmar, será um problema a menos, mas é exigir demais que o guri chegue dando conta do recado da maneira como se espera de um time que busca o título.

Na lateral-esquerda, só tem o Pará, improvisado. Na direita, talvez ele até jogue mais. A alternativa é um guri, o Dener, que até poderia dar certo logo se tivesse dez por cento da personalidade do Rondinelly.

É claro que a lateral-direita é apenas razoável, a zaga também é apenas mediana, e na frente atacantes limitados. Marcelo Moreno, que é uma esperança, parece pregado, sem força e velocidade, reflexo da parada por lesão, imagino eu.

Então, com tantas limitações, Luxemburgo tem mais é que avaliar com calma e sabedoria, definindo quem deve ser poupado neste momento em que os jogos da Copa e do Brasileirão se intercalam.

A grosso modo, na maioria das posições a gente vê que não há muita diferença entre o que está jogando e o que está no banco de reservas. O Souza saiu, entrou o Wilson, que foi muito bem, merecendo elogios do Luxa.

Aliás, senti que o Luxa gostou demais do Wilson. “Ele encorpou o meio de campo’, disse o técnico. Concordo.

Eu, que sugeri o Wilson no fatídico Gre-Nal em que Luxa armou um time faceiro, me sinto gratificado.

Contra o Palmeiras, se o Grêmio confirmar em cima do Bahia, eu colocaria o Wilson, adiantando o Fernando.

Bem, enquanto isso, cabe a cade torcedor gremista rezar e acender velas para o único titular atual que não pode faltar, o Fernando, não se lesione, nem seja expulso.

Aqui minha sugestão: conforme estiver o jogo contra o Bahia, tire o guri. Fernando hoje é peça fundamental.

Se gostou, compartilhe!