Equipes para o Gre-Nal: cada um tem a sua

Meu time para o Gre-Nal seria:

Grohe; Gabriel, Rafael Marques, Rodolpho e Neuton (porque é alto, tem imposição física, apoia bem e é muuuito melhor que o Gilson;

No meio de campo: Wilson, Adilson, Fábio Rochemback e Douglas;

Na frente; Viçosa e, arghh…, Borges.

Por que três zagueiros em campo? É preciso cuidar a jogada mais aguda do Inter, que é o Damião. A bola alta pra ele.

Deixaria o guri revelação, o Leandro, no banco, para pegar a zaga velha do Inter um pouco desgastada.

Mas não irei criticar o Renato se ele começar com o Lúcio. Ele e o FR juntos é uma temeridades, porque ambos voltam de lesão e não são mais crianças. Mas se ele entrar é porque o pessoal entende que pode jogar e aguentar 90 minutos.

No caso de Lúcio jogar, eu sacaria um atacante. Aí pode ser qualquer um que não vai fazer diferença. Mas acho que prefiro o Viçosa, que é mais combativo e interessado.

O importante é garantir um empatezinho amigo.

Gostei do esquema armado pelo Renato no Gre-Nal anterior. Com três zagueiros, o Inter não conseguiu levar perigo ao Marcelo Grohe. E fez aquele gol que vai entrar para a história como um dos erros mais grosseiros de arbitragem em todos os tempos. E foi só.

Já o Grêmio nos contra-ataques chegou duas ou três vezes com perigo, apesar de seu ataque de asma.

Sei que muita gente não gostou do retrancão, mas é preciso considerar que dentro do Beira-Rio o melhor que se faz é jogar fechado, esperando e tendo uma saída de bola em velocidade.

Não foi assim que o Penarol venceu o Inter? O problema é que falta qualidade e velocidade aos atacantes do Grêmio.

Bem, eu sei que cada um que está lendo isso pensa de forma diferente, no todo ou no detalhe.

Mas o futebol é assim mesmo. Em cada cabeça, uma sentença.

Aguardo sua ideia de time para o clássico.

SAIDEIRA

Já o Inter eu não tenho dúvida que começa com dois atacantes. Afinal, joga em casa, estádio vermelho. No jogo anterior, foi aquilo. Falcão ficou com medinho e recheou o meio de campo. Dominou, mas quase não ameaçou. Fosse o Roth a começar sem o Rafael Sobis…

Então, Falcão vai começar com Damião e Rafael Sobis. Se bem que o certo, para ser coerente, é ele começar com o Ricardo Goulart, que preferiu ao Sobis e ao Cavenaghi na decisão contra o Penarol.

FECHANDO A CONTA

E pensar que um dia defendi a volta do Traíra porque acreditei que ele realmente tinha interesse em retomar a carreira de jogador de futebol profissional…

Vai levar o Flamengo à falência.

GORJETA

Tem um torcedor do Atlético mineiro que está na Justiça contra o Carlos Simon. Confiram:

“Um erro cometido pelo ex-árbitro Carlos Eugênio Simon contra o Atlético, pela Copa do Brasil de 2007, numa partida contra o Botafogo, pelas quartas de final do torneio, ainda pode render dor de cabeça para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), quatro anos depois. No dia 10 de maio daquele ano, o Galo foi derrotado pelo Alvinegro carioca por 2 a 1 e não teve assinalado por Simon um pênalti claro a seu favor, num lance em que Tchô foi derrubado por Alex dentro da área. O Atlético acabou eliminado da competição nacional e o árbitro, na época, reconheceu o erro”.

Reconheceu, e daí?

COPO CHEIO

Ah, neste sábado, 15h, estarei na rádio Guaíba debatendo o Gre-Nal.

Se gostou, compartilhe!