Os Assis Moreira: a história se repete como farsa

Eu cheguei a escrever que o Grêmio anunciaria RG até o dia de Natal.

Errei. Confiei numa fonte absolutamente correta e honesta.

O problema é que essa fonte confiou em Assis…

Confiou na palavra de Assis.

Dez anos depois, a história se repete.

A história acontece como tragédia, e se repete como farsa.

Assis é o empresário de década. Faz o seu irmão render muito dinheiro, muito mais do que qualquer outro. Para isso, pisoteia a ética, os bons princípios. Sentimentos como gratidão e amizade não integram o jeito Assis de negociar.

Assis quer mais, sempre mais. E o resto que se dane.

Paulo Odone anunciou que o Grêmio saiu do leilão. O Grêmio foi instrumento para Assis
atrair outros interessados.

O David escreveu em seu blog há pouco que Assis culpa o Milan.

Se na coletiva foi anunciado que o Milan liberava RG e Assis estava livre para negociá-lo, o que diabos tem o Milan a ver com o destino do jogador?

Ao meio-dia, o dirigente italiano que não tinha mais nada a ver com a coisa acertava tudo com a presidente do Flamengo. Molharam a mão dele?

O Milan é a saída que Assis encontrou para dar outro balão no Grêmio na esperança de não sair de novo como vilão.

A culpa é do Milan. Mas como do Milan?

Assis só pensa em dinheiro. Só não sei se tem capacidade intelectual para articular essa trama sozinho.

E Ronaldinho? Ele não tem vontade própria?

Bastaria fincar pé e dizer que prefere voltar ao clube o que formou e que lhe deu toda as condições de se desenvolver no futebol.

Uma gratidão a esse clube. Gratidão inflada com muita grana.

Falta ainda a palavra final de RG.

Fico no aguardo, mas já sei que a voz continua sendo do ventriloco, e que RG não passa de um boneco no colo de seu irmão/empresário.

Será que, finalmente, RG vai falar com a sua própria?

Que diga sim ao Flamengo, mas que seja pela sua vontade, não pela de Assis.

SAIDEIRA

Ouvi uns dois ou três foguetes no meio da tarde. Os colorados estão eufóricos. E com razão. Fosse o contrário, a torcida gremista tomaria a Goethe e a Cidade Baixa.

Vibram os secadores, de dentro e de fora do Grêmio.

FECHANDO A CONTA

Muitos anos atrás, ainda na redação do CP, fiz uma previsão, baseado no golpe que outro jogador famoso aqui no RS havia levado de seu irmão mais velho:

O Assis ainda vai tomar o dinheiro de RG.

Eu esperava que o Assis tivesse ao menos a hombridade de assumir: nós preferimos o Flamengo.

Simples.

GORJETA

Ficou claro, ao menos pra mim, que RG não quer trocar mesmo a vida de baladeiro pela de jogador de futebol sério e aplicado.

A não ser que ele me surpreenda mais uma vez e diga que prefere o Grêmio, que só joga no Grêmio. Nem que seja como Pelé disse, de graça.

Se ele fizer isso, será recebido como um Deus no Olímpico.

Caso contrário, será desprezado e odiado pelos gremistas até o fim dos tempos, ou até que apareça outro dirigente bem intencionado, como Duda Kroeff, para abrir as portas do clube para os Assis Moreira.

Definitivamente, Ronaldinho Gaúcho e Assis não se importam com o ódio de alguns milhões de torcedores, nem se preocupam em ficar bem em sua aldeia.

Como já disse alguém, agora o Brasil inteiro sabe quem são eles.

Se gostou, compartilhe!