Dois jogadores são os alvos preferidos de boa parte da torcida, pelo menos aquela que atua forte nas redes sociais e que está sempre buscando algo negativo mesmo nas vitórias. E não importa se é um clássico, como foi este
No Gre-Nal da peste, com estádio vazio e painéis substituindo torcedores colorados, voltou a dar a lógica: vitória do Grêmio, que atinge a marca de oito jogos sem perder para seu maior rival no Estado. Realizado no Centenário, em Caxias
Com o Grenal confirmado, temos de volta o futebol. Sei que parte da torcida despreza o Gauchão e torcia contra sua retomada, mas a realidade é que nem o vírus chinês atinge mais nosso campeonato depois de quatro meses de
Sem querer ser pessimista, continuo acreditando que não haverá Grenal na quarta-feira, agora em Caxias. O prefeito de Porto Alegre, o cara que, entre outras medidas no mínimo discutíveis, fechou o Mercado Público – caso único no país, pelo que
Conforme previsto, o Flamengo venceu o Fluminense no jogo da volta, mesmo sem jogar uma grande partida, e agora decide o título do Campeonato Carioca precisando apenas de um empate. O jogo será no Maracanã, quarta-feira, e a receita de
O texto abaixo foi publicado na revista Quarentena, do Júlio Ribeiro, incansável empreendedor na área da comunicação. A revista está na terceira edição. ‘Se eu cheguei até aqui depois de três meses de quarentena com boa saúde física e –
Depois da pressão do Grêmio, que anunciou sua saída do Estado para treinar em Santa Catarina, mais exatamente em Criciúma, o governo gaúcho busca uma saída honrosa. Afinal, depois de perder um empreendimento como o do Mercado Livre, ficou feio,
Fugindo do assunto principal deste espaço, segue abaixo texto publicado no Informe Especial do Jornal do Comércio: Levei um susto quando atendi o telefone fixo de casa, esta semana, em Porto Alegre. Na verdade dois sustos. O primeiro porque a
Estamos na metade do ano e nada de definições sobre as competições. Se eu não perdi alguma coisa, não sabemos como será o Gauchão, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Eu, aqui na minha prisão domiciliar, ando mais
Saio do estado de torpor que me domina e me afasta do blog para comentar rapidamente a experiência interessante que vivi neste domingo, ao rever, depois de tantos anos, a vitória por 2 a 1 sobre o Hamburgo em Tóquio.