Eu era um piá solto pelas ruas de Lajeado quando comecei a gostar de futebol. Eu dizia que era gremista, muito por causa do meu avô, Alfredo, e um tanto porque o Grêmio era hegemônico naquele tempo (assim como é
Uma brincadeira entre Renato e Pepê, na saída do atacante no segundo tempo após perder um gol ‘feito’, além de mostrar o ambiente de harmonia e camaradagem existente no vestiário do Grêmio – o oposto do que diziam nas redes
O texto abaixo, com o título acima, foi publicado há um ano, dia 14 de dezembro. Precisei prestar essa modesta homenagem. Torço por ele, espero que supere suas dificuldades e tenha sucesso no Corinthians, menos nos jogos contra o Grêmio,
O Grêmio começou o jogo com apenas dois titulares indiscutíveis (JP e Vanderlei), o que até bem pouco tempo geraria protestos de gremistas nas redes sociais. Venceu por 2 a 0 – resultado que poderia ser mais elástico – e
Torci muito pela eliminação do Flamengo. Pensei em largar porque senti que a secação era inútil. Era um vareio do Flamengo. Mas resisti até o gol de empate. Não quis esperar pelos pênaltis, até porque um dos quesitos para minhas
O Goiás escapou de levar a maior goleada do campeonato brasileiro, mas por momentos chegou a preocupar com bolas lançadas para a área – recurso dos times menos qualificados. Ali estava, no segundo tempo, o aipim Rafael Moura, homenageado por
Falou tudo! pic.twitter.com/AyKEDhEFFa— Jorge Tafras 🇪🇪🇧🇷 Consul Gremio FBPA ( com ) (@tafras12) November 28, 2020
Jean Pyerre não deve ter tirado a sesta da tarde. Só isso explica sua sonolência no primeiro tempo do jogo contra o Guarani, no Defensores del Chaco, que realmente sem torcida perde um pouco sua alma e praticamente se transforma
Fazia frio e chovia muito, muito mesmo. Um narrador de futebol de antigamente diria que ‘chovia a cântaros’ quando eu e o fotógrafo (esqueci o nome, mas fico devendo) descemos de um taxi dos anos 50 ou 60 diante do
Com Renato garantido até fevereiro, até para neutralizar a turma que defende a saída do técnico nas redes sociais, o Grêmio retoma o foco na Libertadores, a competição preferida por 9 entre 10 gremistas – na estimativa mais pessimista. Enfrenta