Grêmio quer Avaí pagando pelos pontos perdidos na estreia

Aqueles que não gostam do Maicon, que o chamam de lento e o consideram dispensável, terão nesta noite, 19h15, na Ressacada, mais uma grande oportunidade de ver como joga o time sem seu maestro, o jogador que é base para o esquema que nos tirou de 15 anos de seca.

Espero que o time não sinta tanto a falta do capitão e que vença, com grande atuação, mesmo que se isso ocorrer a turma antimaiquista virá pra cima de mim. Faz parte.

É claro que o Grêmio tem todas as condições de somar três pontos contra o Avai, mesmo sem dois titulares como Kannemann e Maicon. Na verdade, é quase uma obrigação vencer esse jogo. Ainda mais que vem de uma derrota dentro de casa.

O técnico Renato não divulgou o time que começa. No sistema defensivo não há dúvidas, a julgar pelo que dizem os setoristas, esses que acompanham os treinos de perto.

A defesa em princípio deve ter Leonardo, Geromel, Michel e Capixaba.

A partir do meio-campo a situação complica. São muitas as possibilidades.

Eu acho que a dupla de volantes será Rômulo (Thaciano seria o meu preferido) e Matheus Henrique, que ficará mais liberado para criar. Fecho o setor com Luan,( JP andou sentindo lesão no ombro) e Diego Tardelli. Na frente, André e Éverton.

Gostaria de ver o time sem André, mas acho que Renato não mexe no ‘camisa’. André continua fazendo tudo o que um bom centroavante faz, menos o essencial, o gol.

ZAGUEIRO

Eu não consigo entender/aceitar que um clube de ponta, com um time ainda muito festejado, admirado e invejado, entra numa competição sem zagueiros suficientes.

Michel mais uma vez improvisado.

Os deuses do futebol daqui a pouco cobram a conta por tanta imprevidência.

Intrigante também o fato de não ter na base nem um zagueiro ao menos para ficar no banco de reservas.

Enfim, apesar dos problemas, é jogo para somar três pontos, mas não com facilidade.

Se gostou, compartilhe!