Jogo para garantir vaga e observar alternativas

Esse ataque escalado por Renato para o jogo contra o Goiás, 19h30, na Arena, no papel, ou na tela do monitor, é de qualidade. Alisson, Thony Anderson e Maicosuel seriam titulares em boa parte das equipes da série A do Brasileirão.

É claro que há um problema de entrosamento, falta a rotina de jogos, a sequência, e isso sempre pesa muito, mesmo contra adversários também descaracterizados.

O Goiás vai com um time misto, o Grêmio com um time reserva, e uma improvisação na zaga, que será formada por Bressan e Michel. E isso remete a necessidade urgente de contratar um zagueiro, ou começar a testar algum da base.

Ainda sobre o ataque, resta saber como a bola vai chegar no trio ofensivo. A dupla de meio campo, Jailson e Cícero, a meu ver, não tem lá grandes qualidades na armação, mas também não são quebradores de bola.

Os dois laterais, Marcelo Oliveira e Madson, estão alguns degraus abaixo dos titulares nas posições.

Então, prevejo um jogo com dificuldades. Não será essa barbada que muitos imaginam, alguns até com má intenção.

Agora, não tenho dúvida de que o Grêmio garante vaga à próxima fase da Copa do Brasil, e isso é o que importa.

GRENAL

O Gre-Nal é depois. Estão fazendo muita onda sobre a ausência do Ramiro. O Pequeno Grande Volante (PGV), apelido que eu lhe dei logo em seus primeiros passos no clube, é peça fundamental na engrenagem tricolor. Ele não tem substituto à altura.

Mas também não é tanto assim pra ler e ouvir tantas lamentações – de novo, algumas mal intencionadas. Ora, se o Grêmio não terá Ramiro, o Inter também sofrerá com desfalques importantes, em especial Pottker, um atacante de boa qualidade.

No caso do Grêmio, penso que Renato deveria começar com Alisson no lugar de Ramiro. Não vejo Cícero com mobilidade e garra para fazer algo parecido com o que Ramiro faz. Alisson me parece mais ambicioso, sempre entra com muita disposição tentando fazer a diferença. Merece começar.

Na expectativa agora para uma punição mais dura ao Kannemann. A alternativa é Bressan. Aí já começa a complicar. Mas a diferença hoje entre Grêmio e Inter é tamanha, que o time seguirá favorito mesmo sem o argentino.

Outra coisa, não espero goleada. Fico feliz com 1 a 0.

Se gostou, compartilhe!