Odorico, entre a inveja e o reconhecimento

Blogueiro dos mais atuantes na defesa do Grêmio – sem perder o senso crítico – e sempre atento aos excessos da mídia esportiva gaúcha, Odorico Roman chegou lá.

E isso dói em algumas pessoas. Os papagaios de dirigentes, ex-dirigentes e aspones de todos os escalões expressam essa dor, esse recalque que machuca a alma, essa inveja que corrói. A ciumeira é grande.

Odorico, o Ico, que eu mal conheço, assumiu o futebol do clube desacreditado. Eu ouvi e li comentários jocosos, duvidando de sua permanência na vice-presidência por mais que dois ou três meses.

Eu mesmo não acreditava que ele fosse dar certo, mas tinha informações que apontavam o contrário. Homem sério, de conduta irretocável, aposentado do Banco do Brasil, Odorico foi ocupando espaços gradativamente.

Discreto, contido, mas sempre firme, mostrou que estava nascendo um bom dirigente para um Grêmio tão necessitado de novos nomes. Todos falam em renovação, mas quando ela começa muitos se opõem. Velhos cardeais se sentem ameaçados. Temem perder o resto de influência que ainda possuem.

A vida é assim, o novo assusta. No futebol não é diferente, e talvez seja pior.

Odorico saiu afirmando que seu afastamento foi por razões pessoais. Não adiantou. Surgiram especulações de todo o tipo. A última, lançada por um cronista esportivo de forma irresponsável – por ser mera especulação -, dá conta que Odorico quis sair por cima já projetando voos mais altos no clube.

Quer dizer, nenhum respeito ao dirigente que em um ano conquistou dois grandes títulos, o que o faz ingressar no pódium dos dirigentes vencedores, onde não há lugar para muitos.

Competência e sorte do novato. Sim, sorte, porque sem sorte ninguém vai a algum lugar no futebol. Odorico pegou uma batata quente, poucos lembram disso. Não se assustou. Enfrentou, aprendeu. Venceu.

Merece aplausos, não especulações rasteiras.

Felizmente, a imensa maioria respeita e admira o trabalho de Odorico Roman, que, se Deus quiser, voltará a trabalhar pelo clube, e não apenas pelas redes sociais.

Se gostou, compartilhe!

  • Pedro de Lara

    Então tá!
    Vamos simplificar.
    Quem critica é por inveja.

    E quem elogia é por interesse.

    O Odorico entregou as chaves do vestiário e do CT pro comandante, as contratações pro executivo de futebol (Zanota??) e as vendas para o presidente.
    Perfil ideal de dirigente?
    Discreto?? Isso lá é credencial??
    Tudo de importante passou longe das suas responsabilidades.
    Foi, talvez, um pára-raio. E só. Talvez por isso o desgaste. Não cuidou nem de si.
    Não lidou bem ou se esquivou dos jogadores descontentes e “avalizou” (se é que) contratações e decisões do planejamento pra lá de questionáveis.

    …e largou o osso bem na pré-temporada. O que dá margem para várias especulações. Inclusive a do Pedro Ernesto.

    Tchê. O cara até pode ser uma boa pessoa. Mas é isso que se está analisando??

    Vamu pará. Há de se ter um mínimo de espírito crítico.
    Não é de conselheiros e torcedores meramente adesistas que o Grêmio precisa, Ilgo.

    Esse negócio de não haver espaço para a critica nas vitórias é um das causas para que venham jejuns longos depois delas.

    PS. 1-Acho até que, pela sua militância, foi escolhido (junto com seu irmão brucutu) pra controlar as redes e diminuir a pressão.
    Mas é só implicância minha.
    2- Vida que segue. Ainda precisamos do 2, do 10 e do 9 de movimentação. Um 6 promissor também não seria nada mal.
    E, claro, um dirigente que comande o futebol como se deve.

    • GremioSempre

      Larinha qué qué qué ! Notícia a teu gosto né lorpa ?! Não ia perder a oportunidade de mostrar teu azedume por aqui. Cocolorado amargo .

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Teu amiguinho Lorpa de Lara voltou, é ….. então, meu nobre amigo, ”paunele” (kkkkk) ….. !!!!!

        • GremioSempre

          Credo um estorvo desse ser meu amigo Copiao ! Urubu de futebol e amargo de vida quero distância .

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            É só bloquear, meu caro, fazem mais de 100 dias que não leio nada do que ele escreve, pois ele nunca escrevia ”nada” mesmo. Acho que ele estudou em Escola pública e era o nerd da sala tirando sempre nota 10, aí, aos 13 anos subiu num ”palquinho” no dia das bruxas, foi aplaudido pelos plebeus e ”se achou” = taí o resultado (kkkkk).

    • Ilgo Wink

      Larinha, querido. Saudade de vc.

      Quanto azedume para um tricampeão da América conquistado pelo teu Joel Santana.

      Sobre Odorico, se vc gosta de dirigente do pontapé na porta, realmente ele não tem esse estilo, que, aliás, nem cabe no futebol e em lugar algum.
      Outra coisa, ele saiu na pré-temporada a pedido do presidente, que pediu mais alguns dias para Odorico ir embora.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Ilgo, esse tal José Fernandes de Lara deve ser mesmo um COCOlorado recalcado, ou um grande sofredor por ser admirador dos fracassados Guerreiro, Obino e Odone, pois ”pelo visto” nas respostas de teus seguidores à ele, continua se sentindo absolutamente frustrado e derrotado pela vida esportiva. Que fase, amigo ….. oremos !!!!!

    • Humberto Ramos Roman

      este imundo babaca deveria procurar o pai.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Grande Humberto Roman, não sei porque tu escreveu isso, mas como é verdade, EU CONCORDO, pois o ”tal” palhaço do Silvio Santos de Lara aí só vinha aqui criticar, e está bloqueado por mim e outros viventes que por serem espertos e inteligentes, não querem os 15 anos de volta (kkkkk).

        Por isso, não fazemos questão nenhuma de ler as werdas que ele escreve por aqui e Parabéns por você ter bloqueado ele no Blog Imortal Tricolor também, pois o ninho de urubu dele é em outro lugar.

        Transmita os parabéns ao teu irmão pelos ótimos serviços prestados ao clube de nosso coração em que participou ativamente no conjunto da Equipe que conquistou dois grandes títulos em 11 mêses.

        Abraço, Seu Algoz.

    • Antonio

      Ctrl+C e Ctrl+v. O mesmo comentário por tudo. Tá loko. Esse cara é brincadeira

  • João Batista Silveira

    Ilgo, nada mais normal no comentário sem fundamento de um decadente prócer rubicundo da IVI, como diz o Gubermann. Ninguém dá o que não tem, e, como esse jornaleiro só tem fel, destila-o com a maior naturalidade; coincidentemente, sempre contra o Grêmio.
    Incapaz de reconhecer a grandeza e o sucesso obtido pelo Odorico, despeja conjecturas abjetas, fruto de sua tolice, para caçar alguns cliques.
    Impressionante mesmo é como ainda tem Gremista capaz de repercutir aquilo que venha da IVI. Não se deram conta que é preciso dedicar-lhes silêncio sepulcral, para que fiquem nas catacumbas, restritos ao seu espaço. Combatê-los é preciso, dar espaço, jamais.
    Quanto ao Odorico, penso que o Grêmio por hora perde um ótimo dirigente, mas ganha para o futuro alguém que voltará mais experiente e com respaldo pelos títulos conquistados e trabalho deixado. Meu temor é que voltem as disputas internas, coisa que o Bolzan conseguiu dominar até então, e que tem capacidade de sobra para continuar contornando e mantendo o objetivo claro: o crescimento do Grêmio. Nada, nem ninguém, pode ser maior que o Grêmio; e ele tem mostrado, com essa filosofia e com trabalho, que esse é o caminho das vitórias e conquistas.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Parabéns, João ….. bela visão, impossível não concordar contigo. Abraço.

  • Ricardo Gomes

    Olha, eu estou num grupo de Gremistas no whats diverso, rola corneta, rola elogio. Democrático. Odorico é unanimidade lá: Sujeito educado, competente, trabalhou com muita seriedade e certamente deixa saudades, porque como bem disse o RW, foi o dirigente do “nós”, as faixas ganhas pertencem ao Grêmio e sua torcida como um todo. E Ilgo, acrescente aí essa discrição como um ingrediente a mais a espicaçar os ciumentos. O invejoso nunca terá paz na Terra: Lhe faltará tempo para curtir suas próprias conquistas enquanto almeja as do vizinho. Parabéns Odorico, um até breve!

    • Ilgo Wink

      Valeu, Ricardo. Tens razão, o invejoso não tem tempo sequer de desfrutar suas eventuais vitórias.
      Minha opinião sobre dirigente de futebol, dirigente do vestiário. Se não atrapalhar já está com meio caminho andado. Ico foi discreto, não quis aparecer, não se deslumbrou e, acima de tudo, trabalhou com honestidade, coisa rara hoje em dia em qualquer lugar.
      Por isso, eu o escolhi como dirigente do ano na minha lista publicada semanas atrás.
      Ah, desde novembro eu sabia que ele sairia

      • Humberto Ramos Roman

        Pois é Ilgo. Mas tu sabes que os clics são muito mais importantes que a verdade. Reproduzi whats meu com o Saul no dia da final do mundial onde ele se despede do cargo e eu digo que lamento pela saída dele e do Ico. Teve quase 200 retuites e 600 likes. Certo que estes arigós receberam. Mas mais certo ainda é que ignoraram solenemente.
        É foda isto, mas é assim que caminha a até agora chamada, ainda, humanidade.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Humberto, a maior virtude entre muitas do Ico foi dominar ”amplamente” o vazamento de informações que tinha lá dentro, pois o desespero e pânico da IVI com suas inúmeras barrigadas diárias atirando para todos os lados e não acertando nenhuma, estava visível demais e isso irritou muito a mídia furreca que temos de uns 3 ou 4 anos pra cá onde todos dizem ”ter informações”, mas nenhuma delas se confirmam quando se tratava do Grêmio.

          Lamento que à partir de agora isso possa voltar a acontecer, pois era uma virtude enorme da Vice Presidência de Futebol e, agora o seu sucessor terá muitas dificuldades para manter esse silêncio que era fundamental para o bom andamento & ambiente no setor.

          Quanto aos arigós, é aquela velha história do ”farinha é pouca, meu feijão primeiro”, ou ainda igual a oração do Pai nosso onde eles só lembram até o ”venha à nós”, e esquecem sempre da parte que diz ”ao vosso reino” ….. normal essa ”humanidade” (kkkkk).

        • Ilgo Wink

          O pior de tudo pra mim é o jornalista que briga com os fatos e morre abraçado com suas teses. Vale também para torcedor.
          Só que o primeiro faz isso muitas vezes com terceiras intenções

  • nelsongz

    Odorico foi um bom dirigente, ótimo, talvez. Um dia voltará, pois é jovem, fez um bom trabalho e conquistou títulos.

  • Alexandre

    O papel do vice de futebol, hoje, é bem secundário, pensando exclusivamente no futebol.
    As transferências são pensadas e realizadas pelo diretor executivo, em conjunto com a comissão técnica.
    O controle do vestiário deve ser do treinador. Se este não consegue impor, pela liderança, ideias ou ‘respeito’, não ficará por muito tempo, já que dificilmente conseguirá resultados positivos.

    Dessa forma, a saída do Odorico não deve pesar na sequência do trabalho. No fim, penso ser melhor um vice que prefira a sombra aos holofotes, que apareça pouco e somente quando necessário.

    • Ilgo Wink

      Concordo contigo. As decisões são tomadas em conjunto, o vice de futebol não tem mais a relevância de outros tempos. Agora, o maior percentual de mando no futebol é do treinador.

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    ”’Obrigado, Odorico Roman”’ ….. !!!!!

    Enquanto alguns cães ladram, a caravana passa e você estará sempre na história e ficará na memória dos Gremistas como uma das partes muito importante da ótima gestão Presidencial do ”Romito Bonzão” e que ajudou demais a levantar duas Taças muito importantes num espaço de apenas 11 meses junto ao Renato & Cia. Até breve, Arigatô.

    ”’Obrigado, Odorico Roman”’ ….. !!!!!

  • FERNANDO

    O episódio da saída do Ico Roman escancarou de vez o mau caratismo e a desonestidade de alguns integrantes da IVI. Temos 2 exemplos contundentes em Porto Alegre: na Rádio Gre-Nal os senhores Luiz Carlos Reche, Flávio Dal Pizzol e Pedro Espinosa foram desmentidos ao vivo no ar pelo bravo e competente Diretor Jurídico do Grêmio Dr Nestor Hein. O segundo exemplo é o da turminha da Rádio Pachola, aquela mesma que tem um jornalista que trabalhava na Rádio Gre-Nal e se autoproclamava “isento” e “imparSCIal” chamado Thiago Suman, que agora se assumiu como colorado e pasmem, narra os jogos do Grêmio na Rádio Pachola. Pois bem, esses da Pachola que se dizem ser “gremistas” falaram que o Ico Roman saiu por causa do ex-jogador gremista Edilson baseados em “informações de grupos de WhatsApp.” Esse tipo de jornalismo rasteiro, mentiroso e chinelão é o que nós gremistas de verdade temos que encarar diariamente nos diversos veículos da IVI. Ainda bem que temos a Rádio Grêmio Umbro e as mídias oficiais do clube para nos mantermos verdadeiramente bem informados. Chega de aturarmos tantas barrigadas e mentiras de gente como Luiz Carlos Salsicha Reche, Flávio Dal Pizzol, Carlos Lacerda, Rogério Bohlke, Pedro Salmão Legado, Luiz Zini Tottenham Pires, Leonardo Papoula Oliveira, Diogo Pipoca Olivier, Maurício Guinaçççççuuuu Saraiva, só para citar alguns entre tantos jornaleiros parciais e tendenciosos(tem o pessoal da IVI da Band RS e Rádio Guaíba também!).

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    Grande Ilgo ….. !!!!!

    Analisando a ”inveja & reconhecimento” pelo bom trabalho executado no clube nesta gestão amplamente vitoriosa do Romildo Bolzan na escolha de seus pares ”incluindo” o bom trabalho do Odorico Roman, por mais que alguns tontos ainda vivem corneteando o planejamento estrutural & organizacional do clube nesta gestão, achei esta pérola que eu como verdadeiro oficialista e chapa branca já pressentia durante a pré-temporada de janeiro 2016 a 2 anos.
    _______________________________________________________________________________________

    José da Silva – COPIÃO DE TUDO • 2 anos atrás
    Amigos!

    Continuo achando a maioria aqui querendo título amanhã de tarde, e as coisas não são bem assim, vamos devagar, o trabalho está sendo bem feito.

    O nome, é: GUSTAVO ZANCHI, C.E.O do Grêmio que segue o planejamento estratégico, busca a saúde financeira, tem compromisso com a transparência, com as melhores e mais modernas práticas de governança corporativa, tecnológica, indicadores de gestão, busca investir em políticas de marketing que proporcione cada vez mais receitas, e que eleve ainda mais o valor da forte marca Grêmio.

    Desde janeiro 2015, o Grêmio está sendo muito bem dirigido, pois Bolzan & Cia assumiram eliminando encrencas antigas, dispensando os altos salários, fazendo acordos, pagando contas, promovendo jogadores, valorizando ativos do clube, diminuindo a folha de 10,2 para 3,8 milhões, aplicando o melhor doping ao elenco e time que é pagando salários, imagens, prêmios e luvas rigorosamente EM DIA, está ajustando corretamente e acertando o quadro financeiro, politico, social, patrimonial e técnico.

    Trouxe Roger Machado que pegou o elenco do jeito que estava, fez um time para chegar em 10º, chegou em 3º, estamos na Libertadores, e faziam 20 ou 30 anos que o clube não virava o ano com 8 titulares entrosados, com um treinador elogiado no Brasil inteiro e com contrato de 2 anos pela frente.

    Para levantar taça, nós tínhamos que iniciar um trabalho sólido de mudanças, com coragem, pulso firme e muita determinação, capacidade, coragem e austeridade. Isso já foi iniciado, agora precisamos dar um passo de cada vez e é evidente que títulos é uma questão de tempo, mas para isso não podemos estar aqui exigindo imediatismo todos os dias, vamos com calma e pés no chão, senão, teremos outro ano daqueles de 2013, Luxemburgo, cascudos inúteis, folha altíssima, vestiário dividido e contas altas à pagar, pensem nisso.

    Todas estas mudanças foram iniciadas no final da gestão do Fábio Koff ainda em 2014, e não esqueçam, mas o nome a ser gravado na memória da torcida chama-se Gustavo Zanchi, o C.E.O do clube que chegou em janeiro 2015, montou todas as diretrizes, tecnologia, estratégias seguindo normas modernas e eficientes de gestão, pois ele veio do Grupo Tigre de tubos e conexões onde esteve à frente desta mesma gestão por 22 anos de muito sucesso.

    A hora exata de muita paciência e apoio é à partir de agora, pois é impossível um trabalho tão bom não surtir efeitos e resultados, por isso, estamos no caminho certo a mais de um ano, e o futuro é realmente promissor. É ISSO.
    ________________________________________________________________________________________

    Então, Ilgo, vejo agora em janeiro 2018 ainda alguns Gremistas incrédulos após um período tão positivo até mesmo com o futuro realmente promissor para nós a tal ponto que a ”IVI” ainda consegue influenciar alguns fracos tricolores com suas barrigadas e especulações diárias desses cronistas irresponsáveis.

    Grato ao Odorico Roman por este ótimo trabalho e ao Romildo Bolzan por mais esta acertada escolha. Como é bom ser oficialista e chapa branca.

    • Ilgo Wink

      Amigo, tu acertou em cheio. Viu o trabalho sendo bem feito e o defendeu. Simples. Escolheu o lado certo. Outros, só viam desgraça e incompetência. Erraram, mas não assumem o diagnóstico equivocado e ainda nos chamam de chapa branca. Vão catar coquinho

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Amém ….. !!!!!

  • Pedro de Lara

    Considerações
    1-Eu agradeço todo dia por poder fazer parte de um debate onde haja as luzes de um Copião.
    Por isso eu proponho lançar o Copião de Tudo para conselheiro.
    Imagina as vantagens de eleger um representantante e mais 8 ou 9 fakes de uma só vez…
    Sim, assim como aqui, ele dará um jeito para se multiplicar no conselho e espalhar sua opinião isenta, sua coerência, sua lealdade e seus elogios desinteressados e sinceros.
    Para tanto, Copião, precisamos sentar, nós 10 ou 11, e definir as linhas da campanha.
    Quem ganha é o Gremio.

    2-Não sei se devo comentar… ontem fui lembrado, aqui, pelo irmão do dirigente que pediu para sair. Dirigiu (ôps) uma série de elogios à mim e à minha mãe e depois editou.
    Não entendi.
    Será que a assessoria de imprensa do dirigente tem uma assessoria de imprensa que lhe recomendou moderação???
    De qualquer forma, eu lhe desejo boa sorte e felicidades nesta nova fase do seu blogue.
    Se é que vocês me entendem.

    3- Ah, Ilgo! Então quer dizer que o trabalho do vice-presidente de futebol é irrelevante, hoje em dia?? O poder estaria todo concentrado no treinador??
    Lembre-se que essa identificação entre o clube e o treinador é raríssima. Quantos Portalupis temos??
    O próprio, o Felipão…
    … e para quem mais tu daria, irresponsavelmente, carta branca???

    • Heraldo

      E ai aracy de almeida, como foi dar o teu cuzão pro santos.
      O copião e seus 3456 fakes eu não sei,mas sou candidato ao conselho

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Grande Heraldo Langer, terias o meu voto, mas eu estou fora da política do clube (kkkkk).
        A Aracy de Almeida se manifestou de novo por aí, foi ????? É que Seu Algoz ontem sabida & oportunamente lhe fez uma merecida e ”certeira” homenagem, pois esta china véia de beira de estrada do interior não aprende, apanha de todos nas redes sociais ….. que fase, Mr. Langer.

    • Alexandre

      O Guardiola concentra todo o poder no City, assim como fez no Bayern e no Barça. Mandou embora os jogadores que não queria mais, independente da história deles no clube (Ronaldinho, Eto’o, Deco, Hart, etc) e contratou quem ele quis.
      E lembrando que não havia nenhuma identificação dele com o City ou Bayern. Simplesmente ganhou carta branca pra fazer o que quisesse.

      O Renato não tem carta branca, mas como todo treinador, deve dar sua opinião sobre negociações, indicar quais jogadores podem chegar e quais devem sair, renovar, etc. Nada mais corriqueiro no mundo do futebol.
      O VP não é irrelevante, mas é sim secundário, uma vez que existe a função do executivo, cargo criado para fazer exatamente essa função de montagem do grupo e comissão técnica, que até anos atrás era praticamente exclusiva do VP de futebol.
      Hoje, o VP atua como intermediador da diretoria (presidente, em especial) e o grupo de jogadores, comissão técnica e o executivo de futebol. Um cargo muito mais político do que técnico, embora imagino que deva estar sempre a par do que acontece no vestiário e das negociações do clube.

      Abraço e que 2018 seja tão bom quanto 2017 para o nosso tricolor!

      • Pedro de Lara

        Num mundo ideal, onde PROFISSIONAIS (jogadores, treinadores e especialistas de área) atuem como VERDADEIROS PROFISSIONAIS, até concordo.
        Mas aqui, com jogadores fazendo corpo mole, amparados por uma legislação boazinha, treinadores descompromissados e, pior, desatualizados, garantidos por multas rescisórias extraordinárias, empresários com interesses duvidosos e executivos à mercê de empresários… não sei, não.
        É só olhar a vizinhança.

        Resta lembrar que estamos discutindo o perfil do VP.

        Mas respeito tua opinião.

        • Alexandre

          Mundo ideal não, o que eu escrevi é o que acontece atualmente nos grandes clubes brasileiros (e do mundo). Se é certo ou errado, é de cada um.

          • Pedro de Lara

            Isso, talvez, não explique as várias danças das cadeiras, em todos os níveis, e que acontecem rotineiramente, mesmo nos clubes tradicionalmente mais organizados. Vide o São Paulo.

            Mas me dou por satisfeito com a troca cordial de idéias.

            Ah! E quando eu me referi a ‘carta branca’, acho que deu pra entender o eufemismo, né?? Vai das ‘indicações’ para contratação até o planejamento.

          • Alexandre

            Dança das cadeiras no futebol é por causa do imediatismo. Quando os resultados não vêm com rapidez, as trocas acontecem. Enquanto os administradores dos nossos clubes forem escolhidos através de eleições e mandatos curtos, isso não mudará.

          • Pedro de Lara

            Pois é.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Muito bem, e o Renato fez & faz o que o Roger Machado não conseguiu por falta de capacidade, ações, habilidade e experiência onde isso fez o vestiário o engolir no Grêmio e Atlético-MG.

        Alexandre, continuo prevendo um futuro brilhante a Roger Machado (torço para se dar bem no verdão, pois terá dificuldades), ”inclusive” voltando um dia para o Grêmio onde iniciou um belo trabalho que ficou ”inacabado” nas mãos dele …..

        ….. mas aí, Renato chegou, retomou muito bem o rumo azeitando corretamente a engrenagem, trocando peças, lapidando desgastes e atingindo muito sucesso com duas Taças grandes e importantes em apenas 11 meses, e com faro de craque revelando um ”componente” milionário que Roger havia devolvido à base e que hoje é disputado pelos gigantes da Europa à peso de ouro.

        Por isso, prevejo 2018 melhor que 2017 e 2016 com Reinato e Rei Arthur. Aplausos ao nosso tricolor.

        • Alexandre

          Será que o Arthur fica pro ano todo? Seria fundamental.

          Claro que é cedo, mas confesso não estar muito empolgado com as contratações e especulações até agora. Mas mantendo a base do time, especialmente Luan e Arthur, temos boas chances de levantar mais uma taça no fim do ano.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Bem, o que eu sei é que Romildo é, e estará duro na queda na questão que trata da multa dele, ou seja, quem chegar e depositar 30 mi de euros que é os 60% ”do Grêmio”, leva quando quiser e se acerta a diferença com o estafe do jogador.

            Como tem Copa do Mundo este ano e o calendário está recheado de novo de outras grandes competições, acho que seria benéfico ao clube que ele fique até a janela de agosto, pois Chélsea e M. United estão acenando com Libras esterlinas e valores ”até” acima da multa.

            Porém, Alexandre, acho que ele não estará nesta próxima Copa na Russia e ainda acho que ele vai ficar até dezembro o que seria excelente para nós porque é jovem, e quanto as contratações, veja outra vez que existem muitas dificuldades no mercado com poucas opções.

            Este trololó do Cruzeiro estar montando um time ”de respeito” eu não engulo, pois Mano é treinador de uma bola só e veja o Galo que trouxe Felipe Santana, Elias, Robinho, Fred e a Crefisa que investiu 127 milhões no Palmeiras e não ganharam ”nada”.

            Por isso, mantenho confiança total do Grêmio de Bolzan & Renato que trabalham com os pés bem firmes no chão, gosto disso.

    • Ilgo Wink

      carta branca pra ninguém, nem pra mim
      Mas o Alexandre expôs abaixo essa realidade: o treinador é a peça mais importante dessa estrutura
      Respeito opiniões contrárias