Luxemburgo e Dunga

Que cessem todos os debates sobre se Luxemburgo ser ou não ser o técnico ideal para 2013!

Luxemburgo reuniu-se com Fábio Koff e finalmente acertou sua renovação de contrato.

Será mesmo por dois anos – o que considero um absurdo, mas o que se há de fazer? – com salário que ficaria entre 600 mil e 1 milhão de reais. Mais premiações milionárias para o caso de conquista da Libertadores e do Mundial, o que acho muito justo.

Luxemburgo já deixou com o presidente eleito uma lista preliminar de reforços.

Koff também confirmou hoje que Rui Costa será o diretor remunerado no lugar de Paulo Pelaipe.

Segunda-feira, Koff irá reunir-se com Paulo Odone.

Koff, que já convidou Antonini para continuar tocando a Arena, mostra a cada movimento que continua sendo um grande dirigente de futebol.

Cala a boca de seus críticos com ações firmes, serenas e sábias.

Enfim, depois de década e meia, o Grêmio tem de novo um PRESIDENTE.

E quem diz isso é alguém que preferia Felipão a Luxemburgo, mas que sempre salientou que acataria respeitosamente a decisão que um presidente campeão do mundo, bicampeão da Libertadores, um dos maiores vencedores do futebol brasileiro, fosse tomar.

Se Koff renovou com Luxemburgo é porque o acerto entre eles foi muito além de questões contratuais.

DUNGA

Agora, temos o seguinte quadro: um presidente que ainda não assumiu acertou a contratação de um treinador, enquanto outro presidente, em pleno exercício do poder, ainda titubeia, justificando as críticas que o apontam como um dirigente devagar quase parando.

É verdade que Giovani Luigi não tem muitas opções. Ele aparentemente esperava por uma definição do caso Luxemburgo.

Se isso é mesmo verdade, é possível que ainda hoje ele encaminhe a contratação que grande parte da mídia gaúcha defende: Dunga.

25
Deixe um comentário

Please Login to comment
0 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais recente
Comentário mais popular
0 Comentaristas
Recent comment authors
  Seguir discussão  
novos antigos
Notify of