As cores dos cronistas esportivos

De vez em quando recebo e-mail de gente querendo saber pra quem torce este ou aquele cronista esportivo aqui da aldeia.

Semana passada, recebi uma lista com uns 30 nomes da mídia esportiva. Era para eu assinalar ao lado as letras G ou C ao lado de cada nome.

Dei uma olhada e percebi que eu sei qual o clube de todos, ou quase todos.

Não respondi. Ainda. Nem sei se vou responder.

Por enquanto, fico com uma frase antológica do falecido Cid Pinheiro Cabral, que está eternizada numa placa colocada na cabine de imprensa do Inter, se é que resistiu ao processo de demolição. Cid dizia que acreditava na inteligência do torcedor, por isso não revelava seu clube, o Inter, claro.

Já dei algumas dicas de como descobrir o time de cada um.

Retomo o assunto porque fiquei irritado ouvindo um programa de debate numa emissora. Dois dos debatedores defendiam que o Grêmio tem grupo para enfrentar a Sul-Americana e o Brasileirão.

Segundo eles, há reservas de qualidade para todos os setores do time, o que é inadmissível para alguém supostamente conhecedor de futebol.

Todos sabem que Zé Roberto e Elano não têm substitutos à altura, só para ficar nos dois jogadores que, juntos, assessorados em alto nível por Fernando e Souza, conseguiram tornar o time mais competitivo.

Um deles, mais jovem, teve a audácia de dizer que o crescimento do time nos últimos jogos não se deve ao acréscimo de qualidade, mas sim a sequencia de jogos com a mesmo formação.

Esquece esse jovem analista que Marco Antonio e Léo Gago tiveram longa e irritante sequencia e nada produziram. Um deles sequer fica no banco hoje.

Temos aí, portanto, dois casos de coloradismo explícito para quem é mais atento.

Fui conferir a minha lista de cronistas esportivos. Achei o nome dos dois: havia colocado a letra C ao lado.

Outro modo de identificar colorados: todos eles gostam do RG, ou fingem que gostam para irritar gremistas.

O mesmo raciocínio vale para os gremistas da crônica: eles são menos críticos em relação ao Inter.

Voltarei ao tema.

112
Deixe um comentário

Please Login to comment
0 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais recente
Comentário mais popular
0 Comentaristas
Recent comment authors
  Seguir discussão  
novos antigos
Notify of