Mazembier cruza o Atlântico

As cervejas Mazembier e Kidiaba fazem sucesso em outros continentes. Tudo graças ao site do Mazembe, o clube que me deu a maior alegria dos últimos tempos no futebol.

Hoje, dia 6, o site do clube africano, atual vice-campeão mundial, publicou foto da Mazembier e um texto referindo-se a mim como um ‘consultor multimídia’. Gostei. Só faltou o ‘mestre cervejeiro’. Nada é perfeito. (link: http://grem.io/R3J)

Ontem, o mesmo site destacou o projeto Mazembe Day, que segue colhendo depoimentos. Infelizmente, muita gente esquece de mandar fotos. Estou no aguardo. (link: http://grem.io/R3k)

Hoje, veículos como o Clicrbs (Clube da Bolinha) e Globo.com (Donas do Campinho) repercutiram a notícia que saiu no Congo. Curioso, são dois canais de comunicação rivais de um jornal, o Correio do Povo, onde trabalhei a maior parte da minha vida e que ignora solenemente as iniciativas de um ex-companheiro. (links: http://grem.io/R4a e http://grem.io/R4b)

O importante é que objetivos estão sendo atingidos. Até mais do que eu esperava. Hoje, dezenas de legítimos torcedores do Mazembe (gente do Congo e dos EUA) entraram no boteco e acessaram o banner que leva ao projeto Mazembe Day. Sensacional.

Esse sucesso eu divido com todos os botequeiros e botequeiras de todas as querências, gremistas e colorados de bom humor.

Se gostou, compartilhe!