Mapa astral e a reação dos cartolas

Crescem os rumores de que o Grêmio está acertando a contratação do Ibson. Se for confirmada, será um grande reforço, uma grande jogada da direção.

Além de qualificar o time, será um golpe no guru colorado, Fernando Carvalho, um apaixonado pelo ex-jogador do Flamengo.

Confesso que sou fã do Ibson, um jogador de múltiplas qualidades. Mas é melhor não sonhar, porque a realidade é outra, e tem sido cruel nesta década.

Sempre que falo nesta década, me lembro de uma previsão do astrólogo Bruno Vasconcelos, a quem eu consultava a cada final de ano sobre como seria a temporada seguinte para a dupla.

Fiz isso durante uns 15 anos no Correio do Povo. Alguns coleguinhas chegaram a cogitar, venenosamente, que eu mesmo é quem fazia as previsões, já que conheço um pouco de astrologia.

O Bruno, que faleceu há três anos, previu que o Inter reviveria a partir de 2005 o mesmo período de vitórias da década de 70. E citava um fenômeno astrológico que ocorre a cada 30 anos e que aparecia forte no mapa astral colorado.

Acertou na cabeça. É só conferir nas páginas do CP, sempre na virada de cada ano.

Já o Grêmio segue seu inferno astral. Culpa dos astros? Os astros têm influência, mas não tanta.

A responsabilidade maior é dos homens que ano após ano dirigem o Grêmio sem o devido cuidado, sem a competência necessária.

Não podemos ignorar o passado, mas acho que está na hora de dar um voto de confiança à essa direção. Pode não ser a melhor – como não foram quase todas desde 1996-, mas é o que temos para o momento.

Eu percebo uma movimentação interessante dos dirigentes nessa hora de renovação do time. Houve sabedoria no caso Borges, buscando preservar o jogador para um negociação.

Gosto dos nomes contratados e ou cogitados. Sou favorável ao aproveitamento da gurizada da base, mas depois de mais um fracasso rotundo na Libertadores, é preciso armar um time com qualidade e experiência para brigar pelo título do brasileirão, mas sempre aproveitando os jogadores criados no Olímpico.

Se não veio o tri da Libertadores, que venha o tri do Brasileirão.

SAIDEIRA

CBF parece que vai mesmo abrir a janela já no dia 15 de junho. Corrige assim essa bobagem de janela em primeiro de agosto. Sempre tem um idiota de plantão para azucrinar a paciência da gente. Felizmente, prevalece o bom senso.

SAIDEIRA 2

Lucas eleito o melhor jogador do Liverpool na temporada. Quando ele começou a aparecer no Grêmio escrevi uma coluna no CP, na condição de reserva que assume a posição do titular Hiltor, definindo o Lucas como craque. O conceito de craque pra mim é amplo, envolve marcação, combatividade, força, velocidade, além de técnica refinada. Posso ter exagerado, mas Lucas é uma estrela do futebol mundial. Fico feliz com essa escolha e com o seu sucesso no exterior.

Se gostou, compartilhe!