Desmanchando como gelatina ao sol

O Grêmio fez feio. Imitou o Inter contra o Jaguares. A diferença é que o Inter tem jogadores com potencial para brigar pelo título. Antes não tinha técnico, e agora tem uma aposta de técnico.

Mas o assunto é o Grêmio. Leio e ouço que o Grêmio deu vexame porque perdeu para um time misto do Oriente Petrolero. Esquecem-se que o Grêmio também jogou com um time misto, e fora de casa.

A verdade é que o Grêmio vem jogando com ‘reservas’ demais para quem sonha com a Libertadores, com a volta ao mundial de clubes.

Por exemplo: não existe no Olímpico um lateral-esquerdo titular – repito, considerando-se as pretensões do clube -. Não existe. Gilson é um projeto, quase um delírio. E Bruno Colaço uma realidade cambaleante, que parece que vai, mas não vai e acaba ficando.

A última vez que o Grêmio foi campeão da Libertadores tinha um sujeito chamado Roger na lateral-esquerda. Hoje, vejo apenas dois guris buscando seu espaço, se esforçando, mas que decididamente são insuficientes para a exigência do clube, de sua torcida.

O meio de campo está relativamente bem, mas quando Douglas não joga parece completamente perdido. Lúcio vira um corredor maluco, uma barata tonta. Fábio Rochemback perde a referência técnica para dialogar com a bola, e Adilson passa o tempo todo correndo atrás do adversário e comentendo faltas.

Sem Douglas o Grêmio se desmancha como uma gelatina ao sol. Carlos Alberto, que seria seu substituto natural, tem sido soterrado por problemas pessoais e não consegue jogar a bola que mostrou no ano passado.

Lúcio me surpreendeu. Não esperava tanto dele no meio de campo. Mas não vejo nele capacidade para ser titular de um time que almeja grandes títulos. Falta-lhe lucidez muitas vezes, o que é um defeito grave para quem precisa também criar jogadas de ataque.

E o ataque? Tenho conversado muito com gremistas que vêm até minha casa comprar a Kidiaba, a Mazembier e a 1983. É uma troca de ideias interessante. E eu sempre saio ganhando nessa troca, porque as ideias deles normalmente não melhores que as minhas.

Um deles me lembrou que o Grêmio está jogando com ataque reserva desde a saída de Jonas e a lesão de André Lima. Esta foi a dupla que levou o Grêmio a reagir no Brasileirão do ano passado.

Pode um time ser campeão de Libertadores jogando com dois reservas no ataque? Não tem a mínima condição.

Borges é um bom atacante, nada mais do que isso. Mas bons atacantes só vencem a Libertadores se estiverem amparados por um time de muita qualidade em quase todas as outras posições. Não é o caso.

E o companheiro de Borges? Se Borges sem um Jonas ao lado já não é lá essas coisas, sozinho então é um zero. Além de altura de centroavante, falta-lhe mais garra, mais empenho.

Minha esperança agora é o guri Leandro, que surgiu por acaso, porque ninguém falava nele. É esse o planejamento do futebol gremista?

Escudero ainda está buscando seu espaço, não sei se um dia irá encontrar.

Então, é tudo com o Leandro. Resta também torcer pela volta imediata, e em boas condições, do André Lima, que não é grande coisa também, mas ao menos tem porte para enfrentar os zagueiros no corpo.

Independente disso, é preciso trazer outro jogador de área. O Cacalo tem repetido o nome de Eduardo, do São Caetano. Ele marcou 15 gols na segundona paulista de 2010. Ontem, conversando um conselheiro colorado, ele também referiu o Eduardo.

Semanas atrás eu sugeri o Fábio Jr, do América mineiro.

Jogadores existem. O que falta é a direção se mexer e parar de jogar a culpa nos jogadores que ela contratou e/ou mantém.

Depois, como sempre, vai estourar no técnico.

Se gostou, compartilhe!

  • Antonio

    O Renato começou a inventar demais. Colocar o Gabriel, que já não vem bem na lateral, no meio? isso matou o meio de campo. Em poucos minutos que jogou, Pacheco deu uns 5 passes perfeitos que quase viraram gol. Renato tem crédito, mas neste jogo acho que falhou desde a escalação até as substituições. Ainda bem que podia perder

  • Ilgo!

    O Grêmio está em frangalhos! Isso porque tu somente falaste do ataque, então eu te pergunto, e a defesa? Não existe!

    Nosso goleiro ontem fez boas defesas até, mas deu uma saíde de caçador de borboletas, que foi fogo. Rafael Marques e Rodolfo, até servem, mas para serem reservas. Eu time que deseja, vislumbra, almeja títulos não pode ter essa dupla como titular. Eu não pensei que iria dizer isso, mas dá até saudade do Paulão. E olha que o Paulão era ruim!
    Para finalizar, além de jogadores, falta direção!

  • David

    Alguns botam a culpa do Odone, outros no AVM, outros em zagueiro, mas o grande baque foi a saída do Jonas. Por que o Jonas nao era aquele atacante tipo o traíra que fica só em um lado esperando a bola. Ele ajudava o Gabriel, dps no outro lado ajudava o Lucio, tinha o Douglas pra tabelar, e principalmente o André Lima.

    Uma das peças mais importantes de um time é o primeiro atacante, e tem que ter se um desses três tipos [veloz, com finalização média ex: robinho, veloz com finalização boa ex: neymar, meio veloz e com meia finalização boa ex: jonas]. hj o gremio nao tem nenhum desse tipo. o leandro acho mto cedo pra por como certeza. o escudero veio de marte, o viçosa e clemento brigam com a bola, e assim foi por toda essa libertadores. e ainda teve um jogo que renato pos o andre lima de 1 atacante e o borges fixo. ve se isso tem cabimento.

    alias, o borges é aquele tipico jogador q dps q perde a força fisica, pra time grande só entrando no decorrer do jogo. ele nao tem agilidade nenhuma de um 1 atacante, nem a força e altura de um 2.

    a contratação do carlos eduardo cairia como uma luva.

  • David

    Ah, citei o AVM se querer. Era pra ser o Renato. Falando nisso, Ilgo, o que o AVM fez até agora junto com o seus DOIS assessores? Quais foram as contratações?

    Rodolfo? Bruxo do Renato.
    Escudero? Forma de forma.

    Mas até o Meira fez mais em menos tempo. Pelo menos tinha contratado alguns. E olha que eu nao quero esse sujeito nem perto do Olimpico mais.

  • Alemão

    hahahahahhahah

    E agora amargo, vai fazer a cerveja ORIENTE, de preferência cerveja “preta ORIENTE”, pra quem gozou tanto o Inter com o Mazembe, perder pra um time boliviano, desfalcado, no nivel do mar é tão vergonhoso quanto a derrota do maior do Sul.

  • David

    Achou mesmo vergonhoso desse tamanho?

    O Gremio ja teve derrotas piores nos ultimos anos. Seria uma vergonha maior se o Gremio nao tivesse se classificado, mas foi. Agora quer pegar vexames recentes e maiores, é só pegar o Gremio do pastor pos Gauchao, ou os jogos com o Autuori fora de casa.

  • Ilgo

    Quando a gente começa a pedir pelo Pacheco é pq realmente a coisa tá feia.
    Gabriel foi uma tentativa desesperada, e válida a meu ver.
    acho que o Renato poderia ter colocado o Pessali, que pelo menos
    é da posição. mas é o cara novo, poderia tremer e aí Renato seria
    crucificado.
    C. Alberto é o reserva natural do Douglas. mas não estava à disposição.
    Repito o que venho dizendo a horas:
    centroavante já.

    Alemão, se Oriente. não dá pra comparar.

  • Walter Borba

    A Culpa é do ODONE..
    ´
    É patético um time como o Grêmio disputar um jogo de libertadores com 18 atletas.
    Cadê o planejamento? Cada as condições para o Time?
    Odone é decadente, com idéias de futebol ultrapassadas. Vicente Martins, não tem a gana de um dirigente do futebol.
    Renato, não faz milagres. Isento ele de culpa, assim como os jogadores.
    Sem plantel, sem opções…niguém faz milagre.

    É uma vergonha.

  • Francisco Coelho

    – Primeiro: não sou a favor do Odone nem do Duda e muito menos do Cacalo.
    – Segundo: Não sou contra Renato nem a favor.
    Até agora ninguém explicou a saída do Bergson e tendo Mithyuê, Roberson, Maylson e Pessalli só jogam os indicados pelo Renato. Vendo nos treinos as entortadas e gols do Leandro a sua inclusão foi a salvação do gauchão.
    Esta surgindo um bom meia atacante no Santa Cruz-PE Jefferson Douglas, 17 anos, mais conhecido como Maranhão.
    Não adianta falar em JONAS, pois já foi. Renato tem cansado de falar que ele e a diretoria estão acompanhando o mercado e que não há (NÃO TEM) jogador que queira disponível. Como Renato até conversou com o Adriano acredito que seja verdade. Para mim é Renato que desconhece vários atacantes que atuam em clubes pequenos e espalhados pelo Brasil e países visinhos.
    Não acho justo criticar A ou B onde o próprio treinador só coloca em campo seus escolhidos.
    Quem escolheu os 25 inscritos na Libertadores não fui eu nem o porteiro do Olímpico e muito menos meu capataz.

  • Francisco Coelho

    A verdade é que a defesa vem vazando e o meio não vem criando os espaços tendo o Borges jogado de costas para a meta adversária servindo de parede sempre com alguém no cangote. Douglas tem 4 a 5 lances por partida e some. A equipe é reflexo do que treina e quem define o esquema é o treinador. Que eu saiba o treinador é RENATO.
    Como Renato fala o que deve e o que vem na telha se pediu alguém possível de negociação e não recebeu já teria falado ou a imprensa não soube tirar dele a informação.
    Não sou dono da verdade, mas não tenho medo de escrever o que penso e penso que Renato está perdido no momento e no ano de 2011. Terminou o período de motivação e agora é trabalho e resultado.

  • Cláudio

    Ilgo, é certo que temos muitas carências, principalmente com a saída do Jonas, lesão do A. Lima, ausência do Douglas e CA. Além disso, o Borges é ex-atleta. Não tenho menor dúvida de que quando sair do Gremio, irá para um time médio, tipo um Paraná ou Goiás, encerrar sua carreira.

    Mas não dá pra ignorar que o Renato escalou mal o time ontem. Poderia ter feito o feijão com arroz, mas resolveu inventar. Depois mexeu mal. Poderia ter optado por escalar o Maylson no meio, ao lado do Lúcio, ou o Vinicius Pacheco. Demorou para mexer no time e mexeu errado. Borges foi uma nulidade absoluta em campo e ficou até o final da partida. Clementino, que não é nenhuma maravilha, entrou e em 20 minutos jogou mais que o Borges, se movimentou, fez tabelas, buscou o jogo. Esse senhor borges, tem que ser arquivado com urgência! Fazer gol de penalti, até minha avó.

    Outro que foi medonho foi o Escudero, o ramster portenho. Quando teve a chence de decidir, pisou na bola. Pareceu um ato inconsciente para fugir da responsabilidade do chute. É muito fraco, não tem condições de ser atacante do Gremio.

    O time não sabe trocar dois passes sem errar. Qdo o Douglas está fora, o time despenca. Isso é falta do trabalho do treinador. Renato tem se mostrado apenas um motivador, mas como técnico de futebol, está um desastre.

    O time é um amontoado de 11 em campo, com ordem de fazer gols.

  • Francisco Coelho

    Jogadores bons têm no mercado, mas tem de observar e saber comprar. Não adianta só ficar olhando DVD e jogadores dos grandes clubes. Também não adianta querer Messi ou Cristiano Ronaldo, pois podem não agradar aos Rothos da vida assim como Douglas Costa não agradava.
    Tem um centroavante de 22 anos dando sopa no Porto de Caruaru. É pernambucano e como já tinha um Fábio passou a ser chamado de Fabio Paulista. Paulista é uma cidade da região metropolitana. Provavelmente seja contratado pelo Sport ou até mesmo algum de SP. http://www.youtube.com/watch?v=Uh53L8TEIIY

  • Francisco Coelho

    Quem determina onde e como vai jogar é o treinador e para quem não tem assistido aos jogos, quando alguém erra lances Renato já manda aquecer os reservas. Fernando tem entrado cumprindo determinação tática e aparenta estar perdido em campo. Terá desaprendido? Recentemente foi o mais elogiado da sub 20 como um volante modelo e moderno. Sinal que falta treino no Olímpico ou falta treinador. Ontem e em muitos jogos todos aparentavam querer se livrar da bola. Está no site, mas ninguém sabe nem comentou sobre o zagueiro Romário Mendes Pereira. Será indicação do Paulo Pelaipe?
    Ídolo é uma coisa e treinador tem de ser outra.
    Se falta jogador que abra o jogo e não fique dando tapa e escondendo a mão.
    Já falam em diminuir elenco e quem vai sair? Certamente Gilson fica.

  • Cláudio

    Ultimo foi um golaço.

    Mas pareceu meio pesado e lento, com bom chute.

  • Douglas

    De boa notícia apenas a ausência do Rodolfo no próximo jogo. Ouvi de um gremista que o Renato entrou pra não ganhar, por estar traumatizado e fugir da LDU. Borges cada dia pior…
    Time pra ser campeão da América.
    Victor, Gabriel, Mário, Vilson e Neuton, Rocka, Adilson, Lucio e Douglas, Leandro e André Lima.

  • David

    Francisco Coelho: Sim, Jonas já foi, mas ele é o principal motivo pela queda de rendimento. E olha que eu peguei uma raiva imensa dele, mas não a ponto de não admitir a falta imensa que ele faz, até pelos motivos que listei.

    O Milan mandou um documento ao Gremio desmentindo o Assis. Pilantra, safado. Tudo programado por ele pra fazer os gremistas de trouxa. Esse cara tinha que apanhar mesmo. O que ele fez com nós e cuspir na cara não tem diferença nenhuma.

    Uma merda grande que o Renato fez foi prometer a vaga ao Magrão. Queima-se uma substituição por um cara que não joga nada faz tempo. E o pior é que se ele “descumpre”, perde moral com o grupo, mesmo o Magrão não tendo a liderença no grupo.

    Victor, Mario, Vilson e Rodolfo; Gabriel, Adilson, Rochembck, Douglas e Lucio; Leandro e André Lima é o time para as oitavas.

  • Rafael M.

    O Renato errou na escalação e nas substituições. Porém, como exigir entrosamento se aquela escalação nunca tinha jogado? Talvez nem treinado.
    Pessali acho que não foi inscrito.
    A zaga anda um fiasco. Acho que o Odone vai abrir a mão para contratar, depois do que se viu. Ao contrário do Duda, ele vinha segurando os gastos.

  • Portaluppi83

    O Grêmio não vai ganhar a Libertadores. Quando muito, fatura o Gauchão e olhe lá. O Odone é avesso a grandes jogadores: não contrata e quando surge algum jovem promissor oriundo das categorias de base, logo trata de vender. Enquanto tivermos um presidente que pensa exclusivamente como empresário, continuaremos sendo simples participantes das competições importantes.Nada além disso. Falta gremismo ao senhor Odone: ninguém vai conquistar uma Libertadores jogando sem lateral-esquerdo, com o Rafael Marques de zagueiro titular, o Bruno Collaço, mais o Clementino, o Fernando e o Vinícius Pacheco. Isso sem falar no banco de reservas, que não existe. Aliás, contratar jogadores de nível série C (no máximo B) para o time titular e não dar opções de reposição ao treinador parecem ser marcas registradas dos times liderados pelo Odone. Saudades dos tempos do Koff, em que o Grêmio entrava em qualquer competição como favorito e, principalmente, tinha ganas de vencer, não apenas de participar.

  • Really appreciate you sharing this article.Much thanks again. Want more.