A metade da laranja e os mensageiros do apocalipse

O Inter fez a sua parte: bateu o São Luiz com autoridade.

Depois, uma comemoração efusiva, diria até que um tanto exagerada diante da importância do título, que na verdade é um meio título, a metade da laranja.

Mas é meio caminho andado para conquistar um outro campeonato gaúcho.

Nos últimos anos, o Inter ao menos tem se mostrado competente para vencer o Gauchão. Bem ou mal, é um título. Que até não tem a dimensão e a relevância de outros tempos, mas é uma conquista.

O Grêmio nem isso tem conseguido. Tem comemorado vagas para a Libertadores, vagas que joga na lata de lixo por absoluta incompetência.

Ao menos agora o clube é comandado por um dirigente que realmente sabe armar um time capaz de vencer a Libertadores, diferente de seus antecessores.

Só faltou um pouco mais de empenho e vontade de buscar o título regional. O Grêmio optou por abrir caminho para o Inter conquistar o primeiro turno.

Priorizou demais a Libertadores, que deve mesmo ser priorizada, mas havia condições de armar um time misto capaz de brigar pelo título.

O Grêmio desistiu. O Inter aproveitou.

O tempo dirá se a escolha gremista foi a mais acertada.

O JOGO

O São Luiz começou bem. Foram uns dez minutos, não mais do que isso. Depois, só deu Inter, que dominou o meio de campo com D’Alessandro atuando como maestro. Até o criticado Josimar apareceu bem.

Mas o destaque mesmo foi Damião, autor de dois gols.

Com a goleada de 5 a 0 fica claro que todo o time jogou bem. O gramado embarrado em alguns pontos foi superado com técnica e organização.

A diferença entre Inter e São Luiz ficou expressa no placar.

ARENA

Sempre que eu quero receber uma abordagem negativa sobre a Arena, leio o que estão escrevendo determinados colunistas.

São sempre os mesmos. Nos últimos dias eles estão muito atuantes.

Poderiam falar sobre o bom momento do time, mas preferem atacar a Arena. Se repetem, não se cansam.

Eles seguidamente dão vez e voz a quem tem alguma coisa para ‘revelar’ sobre o contrato com a OAS, a obra, o prejuízo do Grêmio, etc.

Eles se preocupam muito com a estabilidade econômico-financeira do Grêmio. E essa preocupação aumenta proporcionalmente ao sucesso do time em campo. Mas isso deve ser apenas coincidência.

São os mensageiros do apocalipse.

Fico pensando no que eles irão escrever se o Grêmio for campeão da Libertadores na Arena lotada.

Vai doer demais!

22
Deixe um comentário

Please Login to comment
0 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais recente
Comentário mais popular
0 Comentaristas
Recent comment authors
  Seguir discussão  
novos antigos
Notify of