Luxa vence o Rei da Bahia

Um grande resultado e uma atuação razoável. A vitória por 2 a 1 praticamente coloca o Grêmio na fase semifinal. Provavelmente, Grêmio x Palmeiras, Luxa x Felipão. Vai sair faísca.

O fato é que agora o Grêmio, podendo contar com Kleber e Júlio César, e não tendo mais desfalques, poderá fazer frente ao Palmeiras e quem sabe chegar à final.

Outro aspecto interessante: o Grêmio foi o único dos quatro jogos desta fase que venceu fora de casa. Prova de que Luxemburgo está sabendo armar o time para o mata-mata. Acho que ele aprendeu apanhando do Felipão na gloriosa década de 9o.

Agora, uma revelação: a vitória aconteceu graças a mim. Modéstia à parte.

Eu tenho um poder que só uso em ocasiões muito especiais: se eu critico ferozmente um jogador, ele logo me contradiz. Se eu elogio demais, também sou desmentido.

Não aguentando mais ‘não ver’ o carimbador Marco Antônio em campo – até o narrador da TV percebeu isso -, entrei no twitter para escrever que o Luxemburgo gosta de jogar com dez, mantendo a nulidade do MA, que só serve pra cobrar escanteio e olhe lá.

Quando escrevi essas linhas eu pensei ‘só falta esse cara me sacanear e fazer um gol’. Claro, seria uma sacanagem a ser comemorada.

Tive esse pensamento porque nos meus tempos de Correio do Povo eu tinha mesmo essa fama de ‘boca santa’ ao contrário.

No minuto seguinte, gol do Grêmio. Marco Antônio gritou o narrador. O que eu recebi de twitter de gente me gozando, mas feliz da vida, não foi brincadeira. Alguns pediram pra eu falar mal do André Lima, outros para criticar o Leandro. E por aí vai.

Soube há pouco que o juiz deu o gol para o zagueiro Naldo. Ufa!

Mas não importa. O que interessa é que o Grêmio venceu e encaminhou sua classificação. Está superando a minha expectativa.

Sobre as atuações. Gostei do sistema defensivo como um todo. Luxemburgo está jogando para não levar, e depois arriscar um golzinho. É isso aí. Ele sabe que o time é limitado.

Fernando fez um gol e mostrou de novo que é um jogador de exceção. Souza e Léo Gago fizeram o feijão com arroz, foram eficientes. Souza decaiu de rendimento em relação ao seu início. Em breve ele voltará ao normal.

Marco Antônio só apareceu nas cobranças de escanteio e no gol. Muito pouco para quem tem a missão de organizar o time do meio para a frente, articular, criar jogadas, etc.

Na frente, gostei mais até do André Lima do que do Moreno. Pelo menos foi mais participativo.

Sei que muita gente vai desprezar esse fato, em especial os fãs de Falcão, mas a realidade é que Luxemburgo venceu o duelo com o Rei da Bahia.

TINGA

Com mais cinco meses de contrato pela frente, Tinga acertou sua saída para o Cruzeiro. O negócio estava sendo alinhavado há alguns dias, segundo informou o presidente Giovani Luigi no programa Cadeira Cativa, hoje.

Estou curioso para ver como será Tinga no Cruzeiro, pois ele e Roth não se bicam.

Outro que saiu foi o Anápio. Aparentemente por razões pessoais, particulares. Assumiu Luciano Davi, um dirigente que já passou por todos os setores do Inter. Eu o conheci no programa do Reche. É inteligente. Não tenho dúvida de que irá se dar bem no futebol.

O problema é que ele assume num momento que parece ser de transição no clube.

NILMAR

O Luigi, no programa, negou que esteja negociando Damião. Garantiu que sequer há proposta, mas senti que ele faz negócio se aparecer uma proposta realmente atraente.

A reposição, pelo que percebi na conversa que tive com ele até antes do programa, será Nilmar.

Se gostou, compartilhe!