O importante é vencer, e jogar bem

Vencer é o que importa. Classificar-se é o que importa. Mas não é o suficiente.

A dupla Gre-Nal atingiu seus objetivos nas competições que disputam. O Grêmio venceu o River Plate, tendo que virar o jogo mais uma vez contra um time absolutamente inexpressivo, enquanto o Inter empatou com um gol que foi o retrato do futebol que o time apresentou. O gol salvou o Inter da derrota na Bolívia e praticamente confirmou sua vaga na próxima fase da Libertadores.

Classificados, os dois clubes gaúchos seguem em frente. Mas não irão longe. Até acho que o Inter vai mais adiante que o Grêmio.

No comentário anterior, que deixou boa parte dos meus parceiros de debate de nariz torcido diante do meu ‘pessimismo’, eu escrevi que o time que disputa o Gauchão vai bem, mas o da Copa do Brasil deixa a desejar.

O gol que o Grêmio tomou do time sergipano é coisa de futebol de várzea de segunda categoria. A zaga entregou o gol e deixou o Victor sem pai nem mãe, e ainda há quem culpe o goleiro.

Já estou achando que é melhor o Marcelo Grohe entrar de uma vez, porque ele está mais de acordo com esse timeco que a direção montou para brigar pela única coisa que interessa neste ano, um título nacional. No caso, a Copa do Brasil. Porque nem em seu sonho mais delirante o torcedor gremista pode imaginar um título no campeonato brasileiro.

O sistema defensivo continua sendo o pior do time. Enquanto a direção não se mexer e contratar um zagueiro de respeito, do nível de um time que pretende ser campeão nacional, e não qualificar o meio de campo, não vejo nada além de mais uma temporada frustrante.

O jogo ao menos deixou algo positivo: Facundo Bertoglio deve ser mantido no meio. Não foi brilhante, mas é o melhor que apareceu nessa função na temporada no time gremista. Graças a ele o River ficou com um jogador a menos, numa expulsão justa. Falta por trás, de carrinho. Sei que o Jean Pierre marcaria a falta, mas sem cartão, nem amarelo. O Vuaden não marcaria a falta e ainda daria cartão amarelo pro Facundo por ‘simulação’.

Agora, não é fácil enfrentar um adversário que se fecha todo, tira os espaços na frente. No segundo tempo, com um jogador a menos, o River se fechou todo. O Grêmio passou todo o tempo no campo do River. É complicado.

O Ipatinga vai jogar assim, e tem jogadores com maior qualidade. Por isso, será um jogo de alto risco.

É claro que o importante é vencer, ou confirmar a vaga, mas sempre é fundamental saber avaliar como os resultados acontecem, para que a trajetória seja mais longa.

Por isso, além de vencer, é importante também jogar bem.

E isso vale tanto para o Grêmio como para o Inter.

IMORALIDADE

O tribunal de ‘justica’ desportiva gaúcho absolveu Damião pelo coice que ele deu num jogador do Santa Cruz, e que eu frisei aqui. Gostaria de ver como seria se fosse um zagueiro que batesse assim no Damião. Quer dizer, a gente sabe como seria. Esse tribunal – que penalizou duramente o Cruzeiro – perdeu toda a credibilidade comigo. É vergonhoso e imoral.

Se gostou, compartilhe!