Um andar diferente

Renato, que conhece todas as manhas do vestiário, com pós-doutorado em malandragem no futebol, alertou seus comandados para evitar o clima de já ganhou em relação ao título gaúcho:

– Não quero ver ninguém andando diferente aqui.

É o jeito de Renato para neutralizar o salto alto.

Renato mostra que sabe por que venceu o clássico. Sabe que por detalhes o resultado poderia ser outro. Dessa vez os ventos sopraram a seu favor. Domingo, pode ser diferente.

O placar de um jogo ofusca tudo, ou quase tudo.

Eu não me iludo. Se a Juliana Paes olhar na minha direção, não terei a pretensão de pensar que é comigo. Ela estará mirando algum conhecido que se aproxima.

São anos de estrada. Aprendi a ficar na minha nessas situações de tantas vezes em que me atirei e paguei mico.

O Grêmio não pode pagar mico. Mas se facilitar o Inter complica e até pode fazer a festa no Olímpico. Os dois times se equivalem.

Lúcio foi bem claro hoje: se nós ganhamos lá, eles podem ganhar aqui.

Perfeito. Se todos os jogadores pensarem assim, ótimo.

É preciso lembrar como a vitória por 3 a 2 aconteceu.

O Grêmio começou melhor, surpreendeu o Inter. Aos poucos, o Inter começou a explorar contra-ataques. Até que num deles fez 1 a 0. E continuou ameaçando. Cheguei a escrever no twitter nesse momento do jogo que o Inter, a continuar assim, venceria o Gre-Nal.

Minutos depois de postar essa avaliação, Renan falhou e Viçosa, que já havia perdido dois gols, empatou. Foi um gol fortuito.

E o que aconteceu depois? O gol relâmpago de Leandro. Levar um gol dentro de casa, logo de saída, perturba, prejudica estratégias, tudo, enfim, o que foi combinado no vestiário.

O Grêmio, então, mandou no jogo. Aí, o Inter achou um gol. Leandro Damião empatou.

A propósito, Lúcio disse hoje que Damião é o jogador mais perigoso do Inter. É o que venho dizendo há horas. Marque bem o Damião que a vitória é certa. É simples, mas difícil de executar. 

Por fim, outro gol achado, mas aí contando com a genialidade de Viçosa, que pegou o pobre Renan de surpresa. Mostrou excelente visão de jogo o jovem atacante, que agora só precisa ter calma para concluir com os pés.

Em resumo essa é a história do Gre-Nal. O Grêmio venceu, foi superior, mas teve algumas circunstâncias favoráveis. Algo que pode não ocorrer no segundo jogo.

Então, todo o cuidado é pouco. E que ninguém apareça andando diferente no Olímpico.

SAIDEIRA

O Santos tem interesse em Borges. Jogador de futebol é como político que perdeu eleição. Sempre arruma um cantinho legal. Não importa o que faça.

Que vá mandar pênalti para as nuvens na Vila Belmiro!

GORJETA

Ouvi o meu amigo Reche defendendo o Borges. Telefonei pra ele: indique pro Inter. Se o Rodrigo foi, pode ir o Borges…

Já pensaram? Borges no lugar do Damião.

Se gostou, compartilhe!