Grêmio deve jogar sem ter ‘peninha’ dos colorados em crise

“Elenco do Inter pediu ao time do Grêmio para controlar provocações”, diz a manchete de matéria publicada no UOL na manhã desta véspera de Gre-Nal.

Foi o que bastou para o assunto tomar de assalto as redes sociais, com gremistas preocupados em recuperar as incontáveis provocações e gozações dos jogadores colorados nos últimos, destacando D’Alessandro.

Quem lê a matéria não depara com nenhum fato ou declaração que sustente o título. O texto remete a um suposto encontro entre boleiros dos dois clubes, no qual os colorados teriam pedido moderação dos gremistas.

O jornalismo se aproxima de um show nessas horas. Se há falta de fatos, publique-se as versões, as interpretações, as suposições.

O que interessa agora é que essa reportagem meio que desviou o foco do que realmente interessa, o jogo em si.

O Gre-Nal ficou em segundo plano. As tradicionais especulações sobre quem joga e sobre esquemas táticos perderam um bom naco do espaço.

Esse tipo de matéria, mesmo sem maior embasamento, passa a impressão de que os jogadores colorados já aceitaram que irão perder e estão apelando para o bom coração dos colegas do tricolor.

E isso me preocupa. Espero que o time gremista entre em campo com a mesma gana, a mesma vontade, que imperou nos últimos jogos. Que não se deixe envolver por sentimentos de solidariedade ao rival em crise.

Não, porque se o contrário do que se espera acontecer, ou seja, uma vitória vermelha em plena Arena, o argentino que anda com o rabo entre as pernas vai soltar a franga.

Não há que se ter peninha em clássicos. Se tiver chance de golear, tem de aproveitar. Renato não pode pedir que o time diminua o ritmo. Não, é preciso jogar intensamente até o último minuto.

É importante frisar que o Grêmio é o favorito, sem dúvida. Mas em Gre-Nal tudo pode acontecer. São inúmeros os exemplos nesse sentido.

O Grêmio tem de respeitar muito o time colorado.

Respeito é o único sentimento que o Grêmio pode ter neste sábado em relação ao seu velho rival. E não há melhor forma de manifestar claramente esse respeito do que jogar desde o apito inicial buscando a vitória.

Já o fato de ocorrer zoação ou não, isso realmente é o de menos. O que importa são os três pontos.

Vale para quem luta pelo título e também para quem se esforça para afastar o fantasma da segundona.

ALISSON

Espero que Renato confirme Alisson no lugar de Ramiro. É a lógica. Mas desconfio que pode aparecer Jaílson por ali.

ZECA

É uma temeridade colocar esse ótimo lateral no meio de campo, ainda mais que ele está sem jogar há vários meses.

MULTICAMPEÃO

Estarei na sede do movimento a partir de 11h. Vamos fazer um churrasco. Fica bem em frente à Arena. Quem quiser aparecer será muito bem-vindo.

Se gostou, compartilhe!