Na Arena, briga de cachorro grande, não de guaipecas

Por mais que boa parte da crônica esportiva gaúcha tenha optado por destacar outros assuntos, a realidade está aí com sua contundência: o Grêmio está a 90 minutos de mais um grande título, a Recopa.

Grêmio x Independiente. É briga de cachorro grande, não de guaipecas.

É claro que não poderia se fugir da maior notícia desta terça-feira, a venda milionária de Arthur ao Barcelona por 40 milhões de euros, de acordo com o que foi divulgado. É a maior transação do futebol gaúcho em todos os tempos. A quarta do futebol brasileiro.

Parabéns ao presidente Romildo Bolzan, que se revelou neste caso um hábil negociador.

E eu que pensava que Luan sairia primeiro e para o mesmo clube. Sempre vi em Luan um jogador com a cara do Barcelona. Mas, como um cometa, apareceu Arthur, que em poucos meses revelou-se craque. Arthur, até mais que Luan, tem a cara do clube catalão.

Mas voltando ao que interessa: impressionante como a mídia Abaixo do Mampituba gosta de explorar, cavoucar fundo, tudo que de uma forma ou de outra é negativo para o Grêmio.

O Douglas Costa, um tipo de embaixador do Grêmio pelo mundo, deu uma escorregada diante de um repórter esperto, que insistiu e arrancou quase uma confissão sobre aquele jogo, em 2009, em que o time reserva do Grêmio perdeu – como continua acontecendo com os reservas tricolores nos tempos atuais – para o Flamengo, e que alguns venenosos dizem que o time jogou para perder. Maldade…

Até ex-dirigentes do tricolor foram avidamente procurados como se o assunto fosse algo inédito na crônica esportiva gaúcha.

Lembrando que semanas antes o Inter havia sido goleado por 4 a 0 por esse mesmo Flamengo.

Os colorados não esquecem 2005 e 2009, não adianta.

Mas se é para revolver o passado, quem sabe esses mesmos diligentes repórteres não entrevistam o presidente do Paysandu em 2002, quando o Inter escapou do rebaixamento ao vencer por 2 a 0?

Garanto que teriam assunto para dezenas de programas.

Teve um repórter/comentarista que criticou Douglas Costa por suas declarações. Teve outro que confundiu tudo e disse que o Flamengo comprou o Grêmio. Felizmente, foi corrigido na hora pelos colegas da mesa.

Se é para criticar Douglas Costa, quase uma criança na época, que tal ouvir Wellington Silva? Um juiz espanhol pediu a prisão do hoje atacante colorado por uma história cabeluda ocorrida num jogo entre Levante e Zaragoza, em 2011. Prisão e suspensão do futebol por seis anos.

Então, se é para mexer com o passado, assunto é o que não falta.

Agora, de nada adianta tudo isso, além de preencher espaços na programação, porque hoje a Arena vai lotar. Mais de 50 mil gremistas – eu junto – vão empurrar o time de Renato a mais um título de expressão mundial.

Nada mau para quem corre o risco de ser rebaixado no glorioso Noveletão.

PEDRO ERNESTO

Hoje eu li um texto do Pedro Ernesto cobrando time titular do Grêmio para enfrentar o NH, sábado. Como se sabe, com seu time reserva o Grêmio corre risco de perder e ser rebaixado no torneio do sr Novelletto.

Bateu o desespero neles.

Diante disso, começo a considerar que o rebaixamento não é uma coisa tão ruim assim, tem seu lado positivo.

Se gostou, compartilhe!