Recopa: Renato começa mal, corrige e acerta o time

Mais deprimente que o primeiro tempo do Grêmio contra o Independiente foi ligar a TV e deparar não com o grande jogo pela Recopa em Buenos Aires, mas com um desses ‘clássicos’ do Gauchão.

Eu fui conferir se era verdade (não queria acreditar) que a RBS não transmitiria o duelo pelo título da Recopa envolvendo um time gaúcho, o Grêmio, e um argentino. Era verdade!

O jogo, portanto, não passou na TV aberta.

Assim, muita gente ficou no radinho. Por um lado foi bom, porque quem dependia do canal aberto deixou de ver um Grêmio irreconhecível em boa parte do confronto, como destacou a equipe da Fox.

O Grêmio, iniciando a temporada assim como seu adversário, foi dominado, e só não foi com derrota para o intervalo por detalhe. Por sorte, o Grêmio achou um gol na falha da zaga. Luan interceptou um passe, invadiu e área e desviou do goleiro com a categoria que Deus lhe deu.

Era um gol para dar tranquilidade ao time, mas foi o contrário. O Independiente foi para cima. Foi com tanta vontade que Giglioti acertou uma cotovelada em Kannemann, e foi expulso a partir de informação do árbitro de vídeo (VAR).

Mesmo com um jogador a mais, o Grêmio cedeu o empate. Bruno Cortez marcou contra de cabeça, após um lançamento para a área.

O time argentino continuou superior. Teve até bola na trave. O Grêmio não conseguiu exercer a marcação no campo inimigo.

A escalação do jovem Lima se mostrou um equívoco do técnico. Ele tem potencial, mas não conseguiu mostrar seu futebol nesse jogo de confronto com argentinos em que muitas vezes prevalece a experiência e a força.

No segundo tempo, aos 8 minutos, Alisson entrou no lugar de Lima. O time melhorou consideravelmente. Aos poucos o Grêmio foi comando conta do jogo, marcando no campo do adversário, tocando a bola e buscando a melhor jogada para fazer o gol da vitória.

Algumas situações foram criadas, e desperdiçadas. Nos minutos finais entraram Maicosuel e Jael. O Grêmio tinha controle total do jogo. Faltou criar situações mais nítidas de gol.

No final das contas, considerando o erro de Renato em começar com Lima, o que contribuiu para o domínio argentino no primeiro tempo, o empate não foi um mau resultado – considerando a falta de ritmo da equipe.

Mas foi frustrante, já que o adversário jogou a maior parte do tempo com um a menos.

A decisão fica para quarta-feira, na Arena. Um novo empate leva para os pênaltis.

Corrigindo: o empate leva à prorrogação e depois, se for o caso, aos pênaltis. Fortes emoções.

Se gostou, compartilhe!

  • Roberto

    Bom resultado, futebol ruim. A dupla de volantes deficiente. Não dá pra entender o Michel no banco. Mais um jogo no currículo do Jael. Sim, porque gol dele vai ser difícil de ver. Maicossuel me parece desligado. Tá estreando, a bola passa na sua cara e ele não esboça qualquer reação. Super Kannemann. Se bobear vai pra copa.

    • Rezende

      Vai se acostumando o cara é um peladeiro sem a menor consciência tática…
      Foi assim a carreira inteira, tenho sérias dúvidas que este Negueba com griffe pode ser útil ao Grêmio.
      Minhas fichas estão TODAS no Hernane Brocador que se é um goleador mediano MAS tem duas vantagens enormes sobre o Barrios, tem ARRANQUE e é muito melhor nos passes.
      Barrios errava passes demais e muitas vezes não chegava (ou nem tentava) chegar em bolas que a gente olhava e se perguntava se não dava para chegar no lance.
      O problema do Brocador no Flamengo era na época ter de dar passes e receber tijolos do Márcio Araújo…
      Se o futebol dele encaixar com Luan e Arthur, o Brocador vai fazer um caminhão misto de gols e assistências no Grêmio este ano…

      • wilson santos

        Brocador melhor nos passes que Barrios?
        Acho Brocador melhor somente na vontade, na raça, Barrios é mais técnico.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Vimos o mesmo jogo e acrescento o fraco desempenho de nossos dois laterais com nota 2 hoje ”com louvor”. Que noite fraca, a ”estrela azul” brilhou de novo porque Los Hermanos não aproveitaram, e aqui vão perder.

  • Rezende

    Além da escolha ABSURDA de Lima para começar o jogo outra decisão para lá de contestável é a titularidade de jailson em detrimento de Michel.
    O meio simplesmente NÃO FUNCIONOU com dois a menos (Lima e Jailson) e um Maicon capitão mas com MUITOS erros de passes e um Cícero apenas mediano e sem parceria.

    ONDE o Renato viu futebol no Lima para começar com ele de titular na DECISÃO da Recopa ???
    Se ele viu algo foi nos treinos, nos jogos do transição e HOJE continuo a ver um jogador que joga pros lados e para trás sem qualquer criação de monta que lhe dê crédito para ser titular do meio de campo gremista

    Salvamos este jogo pela jogada cirurgicamente aproveitada pelo Luan e pela pressão local sobre a arbitragem que os argentinos inconformados com o amarelo (mal dado) pelo árbitro ao seu centroavante exigiram a revisão por achar que era encenação do Kannemann. Saia Justa, com tempo e o vídeo o apitador que estava prejudicando o Grêmio não marcando muitas faltas TEVE que expulsar o Argentino.

    Foi dureza, mesmo com um a mais, enfrentar um grande portenho em meia temporada com este time de freio de mão puxado de início de temporada. Mesmo na Arena semana que vem vai ser DUREZA…

    Que o Renato PARE de inventar esquisitices como o Lima e reveja a inexplicável titularidade de Jailson no jogo da volta e ESTA partida foi do KANNEMANN e para se gritar pros HERMANOS:
    “COMO VOCÊS NÃO CONVOCAM O KANNEMANN PARA SELEÇÃO ARGENTINA ???”

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    ”Kannemann, Álisson e Luan salvaram a noite

    Num jogo duro, ruim e faltoso demais, ficou evidente ainda o começo travado da temporada onde acho que teremos uma melhor avaliação ainda daqui a 4 ou 5 jogos no máximo jogando nessa intensidade e importância, mas a vitória hoje escapou fácil na Argentina porque jogamos muito mal desde o início com 8 jogadores, pois Léo Moura sem fôlego, Cortêz perdido e Lima sem função não entraram em campo estando muito aquém do esperado pelo Renato que ninguém sabe o que ele queria com Lima.

    No jogo de volta na Arena teremos uma vitória fácil com a volta de Arthur e Michel no meio pelo fato de Maicon estar fora de forma e ritmo, com Jailson no banco porque não tem bola para ser titular e está abaixo de Cícero e até do Maicosuel que jogou pouco tempo e ”poderá” tomar a vaga do Jailson no banco ”melhorando o ritmo” no decorrer dos jogos, com certeza.

    Renato inventou o Lima ”de surpresa” e Álisson provou que deve ser titular nesse time pelo que jogou nos dois jogos que entrou com Éverton flutuando juntos e Luan deve voltar para armação no meio que é onde ele produz muito mais vindo de trás porque joga muito futebol. Na volta, na poderosa Arena, vitória fácil e Taça, pois vamos jogar nem mais.

  • HENRIQUE MARTINS

    Atualização :
    Jael o Cruel = 387 dias = 0 gols

    • Heraldo

      Praticamente um Damião

      • ATÉAPÉ

        Acho q um 4-4-2, tendo Jael e Brocador a frente, ele melhora. rs

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Nico, nem um e nem outro ….. aipim não combina mais com o Grêmio, e só a ”IVI” não sabe disso ainda, mas dá tempo à eles porque só pegam sempre no tranco.

        • Conrado Schmiedel

          3-5-2 -> Geromel, Bressan (líbero) e Kanemann ; Ramiro, Jailson, Maicon, Michel e Cicero. Brocador e Jael -> Time compacto, jogando por uma bola . Técnico: Ele, o inominável CJR

    • wilson santos

      Acho que os 40 gols que o Cruel promete seja nos treinos.

  • Patrick

    Bom dia pessoal, pra mim uma situação emblemática da atuação do Lima foi a primeira pegada que ele levou, o Argentino falou algo no ouvido dele é sucumbiu o guri.

  • Heraldo

    Leo Moura, Cortez, Cicero, Maicon e Luan não jogaram absolutamente nada até os hermanos cansarem aos 15 do segundo tempo

  • nelsongz2

    O Grêmio melhorou quando Luan deixou de ser falso nove e passou a armar o jogo.
    Alison entrou bem no jogo.

  • Daniel Scherer

    Vou começar pelo ponto que está me deixando deveras preocupado neste início de ano do time titular: as pardalices do Renato.
    Começou com Léo Moura no meio e Cícero de centroavante nos dois primeiros jogos do gauchão, e ontem o Lima iniciar jogando.
    Qual a necessidade de inventar umas abominações destas? Só cabeça de treinador mesmo.
    Mexe bem quem escala errado. Esta frase se aplica completamente para o Renato nestes três primeiros jogos.
    Quanto ao jogo. O time está preso, ao contrário dos argentinos. Todo disputa de bola era dos hermanos, em parte pela disposição tradicional e em parte pela questão física.
    Soma-se a isso o fato do Grêmio durante o primeiro tempo inteiro estar com 10 em campo, pois Lima foi muito, mas muito mal. Sobre esse jogador já referi outras vezes quando ainda era o time de transição. Ainda pode ser cedo, mas para mim está se confirmando que não é jogador para o Grêmio, para o tamanho do Grêmio. Vou dar mais tempo. Ontem a culpa de estar em campo não foi dele, ainda mais em uma posição que ele nitidamente não sabe jogar, pois tem que compor a parte defensiva. Então a expulsão do argentino apenas equilibrou a quantidade de jogadores na disputa.
    Bastou tirar o Lima e colocar o Alisson, que sabe fazer a função (tanto que teve um lance de contra-ataque muito perigoso em que ele estava cobrindo o Léo Moura e evitou a progressão do argentino) e o Grêmio passou a ter a posse de bola e fazer valer o homem a mais.
    Outro problema que está me chamando a atenção: o time não chuta no gol. Toca para um lado, toca para outro (isso está correto, tu deve fazer isso para mexer a marcação adversária) e quando abre a brecha para o chute…. nada. Apenas o Maicon tentou no segundo tempo chutar de fora.
    Aliás sobre Maicon, esta visivelmente sentindo o tempo parado. Lento demais (mais do que o normal dele), perna pesada, errando passes em demasia. Tem muita técnica, mas precisa de tempo para voltar a ser o que já foi. Soma-se a isso o fato de que ele Jaílson e Cícero em muitos momentos bateram cabeça, pois nenhum deles ficava como o primeiro volante, aquele que fica mais. As vezes os três saiam e abriam um buraco no meio. Acho que Michel, Maicon e Cícero seria mais equilibrado.
    Kannemann monstro, Geromel ainda preso pelo inicio de temporada, Cortez e Léo Moura razoáveis (Léo Moura no primeiro tempo sofreu com os argentinos fazendo dois-um em cima dele e o Lima mascando chiclé com seu bigodinho de carroceiro), O meio campo já falei, só espero que Renato entenda que Cícero é reserva/titular no meio e não no ataque, Luan é aquilo de sempre, meio desligado as vezes e de repente faz uma jogadaça, é nosso craque (embora eu não ache que ele seja craque de fato) Éverton não foi bem, mas jogou sozinho no ataque contra um time que arriou o cacete (aliás, isso é outra coisa que os jogadores do Grêmio precisam entender, essas arbitragens não vão dar qualquer faltinha, não adianta se atirar e ficar reclamando. No primeiro tempo sofremos uns três contra-ataques porque ficamos chorando faltas que o juiz não marcou) e Alisson que ajeitou o time no segundo tempo. Jael e Maicossuel entraram para fazer número.
    Lembrando que faltam Arthur e Ramiro neste time.
    Acho que na volta o time vai estar um pouco mais solto, com mais ritmo. Dá para fazer um enfrentamento melhor, mas vai ser complicado, o Independiente não é galinha morta e eles vão jogar aqui tanto ou mais que jogaram ontem. Eles não sentem o jogo fora.
    Acho que Arthur não vai jogar pois vai estar voltando completamente fora de ritmo, lesão séria e pegar esses botinudos de cara vai ser temerário.

    • Alexandre

      O problema da falta de chutes já vem de muito tempo, desde o time do Roger pelo menos.
      Acho que a explicação é que nenhum jogador do time tem como característica a finalização. Preferem tentar o passe a chutar sempre. Quem mais gostava de chutar no time acabou saindo (Fernandinho, Edílson e Michel).
      Mais do que um centroavante, o que o Grêmio precisa é um bom finalizador, que pegue a bola e chute no gol com frequência (e qualidade, claro).

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Grande Daniel, lembro que um ”sábio” dizia aqui desde a época do Roger Guardiola que faltava ao Grêmio conclusão à gol da frente da área nas chegadas ao ataque, aí, veio um ”gênio” daqueles da lâmpada do Aladim e criticou esse ”sábio” freneticamente para depois se mandar daqui com a urubulândia. Pois é.

      Quanto ao time titular desse ano, não tenho dúvidas que teremos Arthur, Michel, Ramiro, Luan, Éverton e Álisson ”até” chegar o Suárez, Cavani ou Levandowski no ataque (kkkkk), mas semana que vem deve voltar o Michel no início de jogo e Arthur no intervalo voltando de lesão, pois a vitória ”com Taça”, é certa.

      Sobre o Lima ”de surpresa” ontem, nosso Treinador tem inúmeros méritos e créditos, mas que cagada, véio, até os amigos de Playstation do ”bigodinho de carroceiro” (boa) não acreditaram quando viram a escalação.

  • Alexandre

    Olha, eu não gosto do Alisson, não o teria contratado de forma alguma, mas tenho que admitir que a entrada dele foi fundamental para a virada contra o Brasil. Portanto o óbvio a se fazer era ter iniciado com ele de titular ontem. A opção pelo Lima beira o absurdo, uma vez que nos jogos (não vejo os treinos) ele não tem ido bem. No time de transição foi um dos mais discretos, além de nunca ter jogado aberto pela direita, sempre como centroavante ou esquerda. Nem dá pra dizer que com ele o time ganharia em marcação, finalização ou velocidade. É simplesmente injustificável sua escalação. E o jogo mostrou isso pois, após a entrada do Alisson, o Grêmio passou a dominar o confronto.

    Quanto aos volantes, já tenho defendido aqui há tempo que o Michel não pode ser banco. O Maicon está claramente fora de ritmo, lento, errando muitos passes. Marca pior que o Michel e não contribui no ataque também. Já o Jaílson é aquilo, marca, corre, se esforça muito, porém erra muito também. É bom jogador, mas hoje é banco.
    Cada vez que vejo o time sem o Arthur me convenço mais que o Grêmio não pode vendê-lo. Segura por mais um ano e vai ter fila de clubes dispostos a pagar a multa. Melhor mantê-lo do que vender por um valor menor pra ter dinheiro pra pagar por um centroavante.

    Dos titulares, o único que fez uma boa partida foi o Kanneman. Simplesmente perfeito. O resto muito altos e baixos (ou somente baixos).
    Perdemos uma grande chance de matar o confronto lá mesmo, embora o resultado não tenha sido ruim. Só que o Grêmio precisa jogar bem mais na Arena pra vencer.

  • Deny Camargo

    Eu absolvo o Renato com relação a começar com o Lima pelo fato do Alisson estar sentindo fisicamente segundo o Renato. Apenas por isso. Não condeno um treinador por fazer um teste. Condeno quando repete reiteradamente o que não dá certo tipo Leo Moura no meio.

    Michel no banco pra mim é um mistério maior que o da santíssima trindade. Desarma mais e é mais participativo e intenso que o Jailson que por vezes some do jogo.

    Falando em sumir do jogo espero que seja pelo início de temporada, mas o Cicero me parece sem energia. De vez em quando dá um passe, mas participa pouco do jogo.

    Alisson em contrapartida é um dínamo e muito disciplinado taticamente, está em todos os lugares do campo, e 90% das decisões dele em campo são corretas. Essa dupla Alisson e Luan pode render taças…

    Kannemann foi o melhor em campo soube jogar o jogo no gramado e o jogo psicológico. Acho que garantiu a sua convocação.

    Penso que com mais fôlego e com a musculatura mais solta na Arena o Grêmio vence com autoridade.

    No segundo tempo o Grêmio já foi mais Grêmio.

    • ATÉAPÉ

      Discordo qto ao teste do Lima. Testar jogador jovem em disputa de título dificilmente dá certo, prq o cara sente a responsabilidade.

      Concordo com Michel no lugar de Jailson. Acho mais jogador e só perdeu o lugar por ter se machucado.

      Um torcedor ilustre do Flu chamava o jogador de “Cícero do cartório”, por ser um burocrata em campo. No SPFC jogou nada. Espero q outro Cícero apareça nas próximas partidas.

      • Deny Camargo

        Mas se não fosse o Lima seria o Jael. Pelo menos com o Lima havia esperança de sair algo. Com o Jael já sabemos o resultado…

        E sobre jogador jovem pra ficarmos em times brasileiros x argentinos em 2012 o Romarinho calou La Bombonera na final da Libertadores.

        Num time bem estruturado como o Grêmio um jogador jovem tem muitas chances de dar certo. Basta ter qualidade. Já num inter da vida afunda em função do time ser ruim.

        Sobre o Lima penso que tem qualidade, mas se acha o Pelé. Em algumas jogadas que o certo é simplificar ele tenta fazer alguma firula desnecessária. Nada que o Renato não consiga corrigir.

        • ATÉAPÉ

          Não dá prá considerar absolutamente certo q seria Jael no lugar de Lima.

          E sobre Romarinho, ele já tinha testes maiores antes de encarar o Boca. Já Lima ficou só no Gauchão e num time de transição que não se achava em campo.

    • Daniel Scherer

      Essa do Alisson não ter condição física é desculpa pra cagada. É muito fácil justificar desta maneira. Papo furado, esse tipo de declaração de treinador nunca vai me convencer. Renato tem todo o crédito do mundo, pelo menos comigo, mas ele erra como a maioria erra, e o pior é que é por vaidade, que vira teimosia de mostrar para todo mundo que ele está certo.
      Faz parte do DNA de todo treinador.

  • ATÉAPÉ

    Ilgo, sem querer ser chato mas já sendo, rs, acho q tem q revisar o 5º parágrafo. Tem uma frase ali – “…e só não foi para o intervalo por detalhe” – q ficou sem nexo.

    Outra coisa: Acho q a RBS não transmitiu prq a dona dos direitos é a FOX, q tem contrato de cessão de jogos com a Globo e q define quem pode transmitir ou não.

    • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

      A Sport TV também transmitiu o jogo. A partir disso, penso que se a RBS quisesse mesmo fazê-lo, encontraria meios viáveis para tal.

      Note que o tratamento da RBS com o Grêmio é muito diferente daquele que foi dado ao Inter em anos anteriores. A desculpa é clara: “faltou tempo”. Ora, meu amigo. Esse argumento foi utilizado no que tange a instalação de um posto para distribuição de uma edição impressa da ZH aos colorados durante o Mundial de Clubes. Contudo, com toda a tecnologia disponível, alguém vai me dizer que a ZH não poderia ser distribuída digitalmente aos gremistas para a mesma competição?

      É lógico que estou levantando apenas um exemplo para mostrar que não se trata de contratos ou falta de tempo. Falta isenção, competência, criatividade e vontade.

      Isso é só a IVI sendo a IVI. Que ano amigo… que ano.

    • Ilgo Wink

      Obrigado, vou corrigir (queria dizer que não foi para o intervalo com derrota por detalhe).
      Sobre a transmissão, a Fox tem os direitos. Quando foi o Inter a RBS comprou. Esta é a questão

  • wilson santos

    Renato testa sua condição de ídolo, parece que fazer o óbvio é feio pra ele.
    Dessa vez inventou o Lima.

    Entendo que nosso melhor meio de campo no momento é com Michel, Arthur e Ramiro, espero que Renato escale os três juntos quando estiverem aptos.
    Cícero e Maicon são reservas, são muitos lentos para jogarem juntos.

    Luan vai bem de falso nove, mas de meia rende mais, deve jogar por ali.
    Enquanto o atacante prometido pela direção não chega, acho que Alisson e Everton devem ser os titulares.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Perfeito, do meio para a frente é Dr. Arthur, Michel, Ramiro, Luan, Éverton e Álisson no momento.
      Para o jogo da volta sem Ramiro, deveremos ter Dr. Arthur, Michel, Maicon (Cícero), Luan, Éverton e Álisson, mas acho que teremos problemas nas duas laterais nos próximos 4 ou 5 jogos, aguardemos.

      • Davi Calil

        Pô José, depois do que Jaílson jogou no mundial, tu e muita gente aqui, seguem pedindo Michel? Acho que to ficando louco. haha. Sobre o Lima no comentário acima. Alguém lembra do Pedro Rocha nos primeiros jogos? Eu lembro. To contigo, confio nele no futuro, mas pra isso tem que jogar mesmo. Na pedreira e na boa. Laterais tb acho. Até Cortez pega ritmo e o velhinho principalmente.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Davi, espero que Jailson melhore, pois ele vem de algum tempo dando o bote, rouba a bola, toca pro lado ou faz falta.
          No Mundial, contra CR7 & Cia, ele jogou 110% porque tinha câmeras de 110 países no jogo.
          Entendeu o bolão que ele jogou ”ANTES” de fazer a falta desnecessária no CR7 aos 8 do 2º tempo ????? (kkkkk)

        • wilson santos

          O melhor momento do Michel é bem superior ao do Jailson, é isso.

    • Ilgo Wink

      Não acho que Lima seja uma invenção. É um jovem que já mostrou boas qualidades. Renato decidiu apostar nele, e que bom que ele lembre da gurizada.
      Não deu certo, mas foi assim que Luan, Éverton e Pedro Rocha começaram
      Além do Lima, outros não jogaram bem, mas só lembram do guri da base

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Não concordo, Ilgo, os dois laterais, Maicon fora de forma e ritmo, Cícero lento e Lima perdido por falta de produção no meio foram visíveis na minha ótica.

        Confio no Lima ”do futuro” sim, mas ontem a escalação dele foi uma invenção sem nenhuma justificativa mesmo achando que Renato tem créditos e méritos em demasia no cargo.

        Para o jogo de volta, até aceitaria uma derrota de 1×0 ontem acreditando na reversão, logo, o 1×1 foi bom demais pelas circunstâncias do alçapão deles, e vejo que a vitória em casa é certa, pois temos a estrela do Treinador, Luan e a Arena do Grêmio como as armas mais fortes para isso, eu confio, mas temos que ter Arthur e Michel para aumentar as chances e o bom Álisson desde o início.

        • wilson santos

          Concordamos numa hein…kkkkk

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            kkkkk, se tu observar bem, eu concordo muito mais contigo do que tu comigo, mas eu te perdôo. Abraço.

      • wilson santos

        Ilgo, sou fã incondicional dos jogadores de base, prefiro mil vezes eles do que cascudos cansados.
        Mas acho que Lima, que demonstrou potencial nos jogo do transição, foi jogado numa fogueira, ele podia ser preservado.
        Que se teste em jogos do gauchão para ganhar “cancha”.
        Mas se quiser troco a palavra invenção por “equivoco”, como tu fez.

  • Igor Klein
    • William Homero Donel

      Não da pra negar, Kanneman catimbou o time deles inteiro.

    • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

      Nada mal para quem empatou a partir de uma falta inexistente e cavada com ajuda do apito amigo. Não sei se o árbitro é perdido ou mal intencionado. De qualquer forma, chegar a esta conclusão é um páreo duro.

    • Rodrigo Mello

      Quando vimos o cúmulo de Argentino reclamar da nossa catimba, mostra que estamos no caminho certo e os títulos que vieram não fora obra do acaso. E mais virão, estamos fazendo a coisa certa

  • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

    Ficou visível que o Grêmio, ainda em início de temporada com os titulares, encontrou muitas dificuldades na noite de ontem. E não digo isso apenas por uma questão de condições físicas, mas por se tratar da reconstrução do time.

    No final do ano passado, tivemos a saída dos jogadores Barrios, Fernandinho e Edílson, e, ainda, estamos desfalcados de Arthur e Ramiro.

    Embora alguém possa argumentar que a participação de alguns destes possa ser discutível, ainda assim eles faziam parte da mecânica de jogo que fez uma campanha vencedora no ano passado. Portanto, querendo ou não, precisamos entender que a equipe está descaracterizada e algumas peças de reposição não responderam ainda como podem. É o efeito natural advindo de um período de ajuste.

    Agora, em relação ao comportamento da equipe, na minha opinião, o Lima não esteve bem no jogo. Mesmo o Grêmio jogando com um a mais, o Lima parecia anulado em campo. Pareceria, na verdade, que era o Grêmio que estava com um a menos. Neste sentido, ontem desperdiçamos uma ótima oportunidade para garantir a taça.

    O Cortez estava realmente perdido em campo. Jogou com pouca objetividade. Quando tinha a bola no ataque, fiquei com a clara impressão de que ele apenas queria se livrar dela. Sinceramente, não cheguei a ver uma jogada inteligente. Era uma insistente sequência de tentativas de cavar escanteios. Mas se era para jogar a bola na área, ele poderia cruzar mais a bola quando está próximo da bandeira de escanteio ao invés de ficar “enseirando” o campo. Era um “gira-gira” que, em certo momento do jogo, chegou a cansar só de olhar.

    O Jael, honestamente, tem algum problema com a bola – e ontem isso ficou ainda mais evidente. Em pelo menos duas ocasiões ele estava em posição de receber a bola e arrematar para a rede. Ele recebeu a bola, como era de se esperar. O que não se poderia esperar (ou poderia, se tratando do Jael), é que a a “bola estava mordendo” e o jogador não conseguiu sequer dominar a bola.

    Eu arrisco a dizer que, no caso do Jael, isso não é um problema de condicionamento físico. Ele pode ser esforçado, ter identificação com o Grêmio, mas ele infelizmente não pode ser visto como solução. Nada contra a pessoa dele, mas o rapaz é insuficiente para os R$ 100 mil que ele ganha.

    O Luan, bom, mais uma vez a estrela do garoto brilhou. Isso só mostra que precisamos apoiar nossos garotos. Em 2016 quando o pessoal entrava nos chats do “ClicIVI” para criticar Luan, P. Rocha e Everton, eu sempre defendi que precisávamos valorizar os nossos garotos. E mais uma vez, o Luan mostrou o motivo de ser o melhor jogador da LA-17.

    Sobre o Everton, gosto muito da velocidade que ele dá ao Grêmio. Mas a mim parece que ele carece de uma parceria lá na frente.

    Enquanto isso, à IVI só restou o protagonismo de uma série de bizarrices. Engoliu a Recopa de 2009 ao afirmar no Sala de Babação que o Biner venceu todas as finais que disputou. E agora a mais nova sandice foi trocar o nome do Novelettão para “Gauchampions”. Talvez seja por isso que o jogo do Grêmio não foi transmitido para dar lugar ao do Caxias.

    A que ponto chegamos. Haja Bardahl B12.

    • Ilgo Wink

      Muito boa tua análise

  • Davi Calil

    Vou dar minha visão Ilgo e amigos. O Grêmio técnica e taticamente é muito superior. O que atrapalhou ontem foi o ritmo de jogo e em alguns momentos o entrosamento. O independiente começou a temporada na segunda semana de janeiro, o grêmio na terceira semana, times argentinos nesse momento estão em meio de temporada, daí o desgaste ser menor e a recuperação mais rápida, suas férias são um pouco mais curtas que as férias de final de temporada. Fizeram 2 amistosos dia 14 e dia 20 de janeiro (o Grêmio se reapresentou dia 18). E mais 3 partidas oficiais pelo campeonato argentino, onde por óbvio, a intensidade e o nível de competição é infinitamente maior que os do ruralito. Ou seja, são 5 jogos contra equipes equivalentes, em alta intensidade. O Grêmio jogou 2 partida oficiais, sendo que nenhuma delas é com equipes equivalentes e a intensidade de jogo é muito baixa. Isso fez toda a diferença no jogo de ontem. Na dividida, na velocidade da partida, na marcação, na movimentação. Porém, no inicio do 2º tempo, quando as equipes se equivaleram físicamente o Grêmio dominou a partida, e até por ter vantagem numérica poderia facilmente ter saído com a vitória, caso Renato fizesse as duas ultimas alterações mais cedo. O único erro do Renato no jogo. E ai, concordam?

    • Daniel Scherer

      Concordo com tudo, só que o primeiro erro do Renato foi o Lima.

      • Davi Calil

        Pois é Daniel, mas viu o motivo da escalação do Lima e não do Alisson? Falta de ritmo. Justamente o que to escrevendo no meu texto. E não coloco culpa no Lima, que é bom jogador. Se perceber, ele e Everton jogaram absolutamente nada. Mas porque? porque o meio campo do Grêmio não funcionou. Maicon, Jaílson e Cicero, erraram muitos passes, justamente pelo motivo citado no meu texto. Acostumados com a intensidade de gauchão, foram engolidos pela marcação intensa dos argetinos o que obrigava eles a errar os passes. Fazendo com que a bola chegasse sempre mal no ataque. Com Alisson fresquinho no segundo tempo juntamente com o equilibrio da parte física dos argetinos, Alisson se sobressaiu bem como todo o time do Grêmio melhorou. Acho que o Renato acertou nessa questão. O erro, ao meu ver, foi a entrada de Maicosuel e Jael aos 40 do 2º tempo, quando aos 25 minutos já era nítido que faltava mais penetração fosse de um atacante com mais gás, fosse do Jael prendendo os zagueiros e puxando a marcação (já que futebol, dispensa comentários).

        • Daniel Scherer

          Eu sinceramente acho que o Lima não é jogador para o Grêmio. Mil vezes o Jean Pierre que ele. Concordo em dar tempo para os guris, que a paciência com eles sempre é menor. Só que o Lima nem é tão verde assim. Jogou toda a série B pelo Ceará, então já devia mostrar mais do que vem mostrando. No grupo de transição, pelo menos para mim ele foi o que menos despontou. Mas segue o baile, tomara que eu queime a lingua.

          • Davi Calil

            Posições diferentes. Lima se destacou na B jogando na do Everton. Jean Pierre é promessa de craque. Lima de bom jogador. Lembra do inicio do Pedro Rocha? Eu lembro. E o Everton que teve muito mais oportunidades e até agora só se destacou como jogador de 2º tempo. Tenhamos calma. Alisson é jogador mais rodado, 25 anos, e tem me agradado também. Mas uma coisa não detém a outra. Acredita no Renato. Ele vê os treinamentos, Lima não ta ali de paraquedas não.

          • Rodrigo Mello

            Perfeito Davi, pesa para o Lima ter jogado em competição de nível mais baixo. Mas é cedo para termos opiniões definitivas, já fiz isto no passado e errei redondamente, melhor esperar um pouco mais.

          • Daniel Scherer

            Davi se tem algo no futebol em que eu acredito é no Renato.

          • Ilgo Wink

            Daniel, quantas vezes tu viu o Lima jogar pra ser tão definitivo?
            Também gostei mais do Jean Pierre, mas o Lima é bom

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Ilgo, sabes o que penso a muito tempo desta gestão administrativa e técnica, concordo que temos que dar chances sim à todos os guris que merecem como o Ancheta, Mendonça, Guilherme Guedes, Balbino, Jean Pyerre, Patrick, Dionathan, Lima, Isaque, Poletto, Pepê, mas ontem em início de temporada tendo o Lima com ”muito futuro”, mas que já não vinha sendo ”unanimidade” nem na transição, em um jogo cascudo daqueles, na casa do adversário, na Argentina, numa final de Recopa, cheio de manhas e artimanhas, e o Renato dizendo que é o jogador que se escala, então ele tinha que entrar com o Álisson e dar oportunidades ao Lima à partir de jogos menos cabeludos.

            É o que espero assim como ele fez com Arthur que entrou aos poucos em jogos na 1ª Liga, gaúcho, CB e Brasileirão em fases bem menos exigentes e deu muito certo, mas como já disse em outra oportunidade, Renato tem crédito e méritos, porém, o Lima ontem foi um erro que não pode ser repetido na minha opinião para não queimar uma promessa.

          • Daniel Scherer

            Não estou sendo definitivo. Estou colocando aquilo que vi nos jogos dele. Pelo contrário quero mais queimar a língua.

      • Ilgo Wink

        Apostar num garoto não é erro, é uma tentativa. Ele corrigiu a tempo. Alisson entrou com o adversário desgastado e ele a mil, e isso ajudou.
        Ainda quero ver mais o Alisson pra ver se ele pode ser titular

        • Rodrigo Mello

          Importante a palavra “tentativa” Ilgo, foste no âmago da questão, melhor ter apostado num garoto (que sempre estamos querendo no time) do que em um cavalo cansado, não deu certo, paciência, mas isto mostra que sempre temos que ter cautela nesta coisa mágica de achar que só garotos resolvem, precisa-se dos cascudos, mesmo que estes não possuam a técnica do jovem, possuem embocadura e experiência em grandes embates, como Atleta e treinador já passei muito por isto, apostar em um cara voando na pista, mas que sentiu a pressão, ai chama o mais experiente não tão talentoso e ele resolve. Alisson é jovem mas estava no Cruzeiro e jogando no alto nível, Lima estava na gloriosa segunda divisão e veio para a Elite, ai naturalmente vai sentir. Renato deve corrigir as coisas, porque apesar de teimoso como todos nós somos em algum momento da nossa vida, não é burro para morrer abraçado ao seu navio.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Muito boa esta tua visão, amigo Tenente Rodrigo, como dizem ”sempre” em outros Blogs por aí, ”concordo plenamente com tudo”, pois tu foi no âmago da questão, mas aceito também e entendo o Ilgo que preserva sempre os guris da base com muita razão, mas ontem, achei um erro do Renato tentar o Lima, minha opinião.

          • Rodrigo Mello

            Também achei, mas depois do jogo jogado, ai ficou fácil para mim ver isto, antes, não sei. Existe um ditado no meio militar mas que pode-se aplicar a outros setores da sociedade, ele é mais ou menos nesta toada: não existe nenhum planejamento perfeito que resista ao primeiro tiro, ou seja na hora que a bala canta e começa a morrer gente, o planejamento pode cair por terra, ai cabe ao comandante corrigir e foi isto o que Renato fez, corrigiu. Vimos ontem o Zidane dar um laço no Unay Emery, que não soube sair da armadilha, ele arriscou com a invenção do Daniel Alves de ponteiro e o Meunier na Lateral, não deu certo, se desse era gênio, mas ocorreu o mais previsível, foi engolido por aquele timinho que segundo “especialistas” era fraco e foi uma vergonha a gente perder de 1×0, pois é ontem vimos este time fraco. Dedo dos técnicos, ou seja todos erram e acertam, uns mais outros menos e Renato acerta mais, logo vai ver que Lima não esta pronto para grandes confrontos ainda, poderá estar no futuro, assim como todo o jovem.

      • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

        O Lima é uma ótima promessa. Ainda vai nos dar muitas alegrias. Mas esse não foi o jogo certo para ele.
        O Alisson entrou bem e mudou a cara do jogo. Acredito que faremos um bom enfrentamento na volta, embora o jogo seja difícil.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Vitória e Taça do Grêmio com Arena cheia outra vez, é só aguardar. Acredito nisso.

          • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

            Estamos juntos, amigo Copião

    • Ilgo Wink

      Também acho que o preparo físico e o ritmo de jogo pesaram a favor dos argentinos.
      No segundo tempo, com as mudanças de Renato e o desgaste maior do adversário o Grêmio foi muito superior.
      Mas o jogo da volta será difícil

  • Ilgo Wink

    O parceiro Jorge Prestes escreve para alertar que empate na decisão leva à prorrogação, só depois aos pênaltis.
    Vamos lotar a Arena

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Sim, por isso que acredito na vitória e Taça na semana que vem, pois com a ”Arena” rugindo, até o Campeão de Tudo levou duas baitas surras lá dentro em apenas 9 meses entre novembro/2014 & agosto/2015, aí, pegamos gosto pela coisa, ”sepultamos os 15 anos”, e ganhamos duas Grandes Taças em apenas 11 meses entre elas em 2016 e 2017. (kkkkk). Estamos de volta, Ilgo, eu acredito.

      • GremioSempre

        Copiao cuidado com os urubus vão te marcar e depois dizer que você era um otimista e Gremista eles piram ! Dalhe Grêmio !!

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Eles estão quietinhos ”no ninho” a muito tempo por causa da boa fase do Treinador PentaTri que mantém a estrela brilhando, e confesso que tenho alguma saudade de ler todas aquelas asneiras em forma de cornetas que escreviam por aqui, mas …..

          ….. ”a tocaia” continua normalmente, é só conferir a penca de curtidas de alguns por aí Ctrl C/Ctrl V e aguarde 2 ou 3 derrotas seguidas do time titular que aí, eles voltam com peito empinado. Normal.

          • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

            Como você disse, amigo Copião, estão de “tocaia”. Basta um deslise para o jurado aparecer por aqui.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Não o vejo a vários meses até porque está bloqueado, mas não deixou saudades nenhuma por falta de conteúdo e capacidade de debate devido a frequentes cornetas burras sempre contra tudo e contra todos do clube, elenco, treinador e time.

            É apenas viúva do Roger, e lembro de várias pérolas do passado sempre em busca de fakes que não concordavam com ele em nada, aí, era ”tudo” culpa do Copião, muito fraco, nada mais.

            Segue a harmonia do Blog, amigo.

  • Luis Augusto Waschburger

    Vou dar o meu pitaco.
    – Nossa zaga continua sendo a melhor do Brasil e talvez uma das melhores do mundo. Kannemann foi um MONSTRO ontem.
    – Luan é craque. Quem discorda, não entende nada de futebol (hehehehehe)

    – É verdade que nossos laterais não foram bem. Mas acho cedo pra dizer que L. Moura não tem condições. Sobretudo levando em consideração que o meio-campo estava uma zona. Ainda prefiro o L. Moura na lateral do que no meio, assim como ainda prefiro ele ao Madson. Mas a proteção tem que funcionar, o que não foi o caso ontem.

    – A análise do jogo tem que passar pela forma que o meio-campo foi montado.
    Luan mais a frente é descobrir um santo para cobrir outro. Ganhamos com poder de finalização, mas perdemos na posse de bola e na transição.
    Renato insiste com Jailson, que não tem as habilidades para ser o segundo homem do meio. Talvez possa ser um extrema pela direita, mas nunca o segundo do meio pra fazer a transição.
    Com esta insistência, Maicon é recuada pra 1ª do meio, onde ele não tem o poder de marcação nem a imposição física necessária.
    Estes 2 jogadores mal posicionados quebraram toda a dinâmica do meio-campo. Culpar o Lima por um meio-campo que estava todo torto é sacanagem. Tanto que o Cícero, pelo outro lado, também não jogou nada, mas o pau cai em cima do guri. Irritante isto.
    Acho que o Renato está testando o Maicon na 1ª porque quer jogar com Maicon e Arthur.
    Na minha modesta opinião, eles disputam posição.
    Conclusão é de que o Michel é o único que faz a primeira função do meio, sem ele perdemos na marcação na frente da área, na posse da transição e desarruma todo o resto.
    Com todos a disposição, do meio pra frente, é só fazer o mais simples. Assim: Michel, Arthur, Ramiro e Luan; Everton e Alisson.
    Na ausência do Arthur, entra o Maicon. Na ausência do Ramiro, entra o Cícero ou o Maicossuel.
    Saudações tricolores e desculpem pelo textão.

    • Ilgo Wink

      Fecho com tua análise, mas ainda prefiro Maicon titular. Ele e Arthur pode dar muito certo pela qualidade de ambos. Ou Michel no lugar de Maicon para ter mais força e vitalidade na marcação

      • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

        Eu teria iniciado com Michel e colocaria o Maicon aos 25 minutos do segundo tempo. Penso que com Michel e com um jogador a mais o resultado teria sido melhor.

        O Alisson também entrou bem no jogo. Esse, apesar de a IVI bater muito nele quando chegou, mostrou que pode vestir a camisa tricolor.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Está desculpado porque o textão é ”bão” (kkkkk).

    • Davi Calil

      Acho que é por aí mesmo. Só discordo com relação a Jailson. Jailson é 1º volante e, creio eu, só está deslocado pra segunda função ( o volante que chega na area ) porque o Maicon não tem condições físicas. De resto fecho contigo. Jaílson não tem futebol pra ser 2º volante nem Maicon pra ser o primeiro (apesar de querer ver Maicon e Arthur juntos), já vi Pirlo ser primeiro volante guardada as enormes proporções haha. Porém, inicio de temporada, o guri mais leve, com mais físico sobe mais, e o mais velho fica pra dar inicio do jogo, não podendo subir e descer a todo momento. Questão de físico, cuja as posições vão estar no seu lugar em breve. Jaílson não perde absolutamente em nada pra Michel e ganha na velocidade. Acho que só eu penso isso, quando vejo alguém na minha posição. hahah

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Legal, Davi, também quero ver Maicon e Arthur juntos com Ramiro, e Luan na armação com Éverton e Álisson na frente com todos bem fisicamente, mesmo já havendo bom entrosamento de Arthur/Michel.

        Não gosto do Brocador, mas se esse cara entrar e fazer os gols que o ataque precisa, teremos um problema à resolver, pois ele é aipim de área e isso vai destoar com a forma do time do Renato jogar.

        Hoje, nosso melhor time é Grohe, Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortêz. Arthur, Maicon, Ramiro, Luan, Éverton e Álisson que entrou muito bem e mudou os dois últimos jogos.

    • Maicon Cwb

      É por aí o caminho pra acertar o time….

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    Ilgo ….. !!!!!

    Eis a resposta do porque a RBS que também está envolvida com a Zelotes e já vendeu a filial de SC, não passou a final da Recopa Sulamericana na Argentina onde o Grêmio representando o RS, sul e o Brasil inteiro está envolvido na disputa pelo nosso estado enfrentando o Independiente de Avellaneda..

    https://revistaesportiva.com.br/passando-por-crise-financeira-afiliada-da-rede-globo-nao-ira-transmitir-os-jogos-da-recopa/

    É incrível como essa gangorra do futebol vem destruindo vários setores desde o Mazembaço de 2010 que muita gente sabe que foi apenas ”um aviso” que os arrogantes colorados não entenderam e fez a soberba, bravatas, empáfia, falácias, arrogância e muita prepotência derrubar eles atingindo também grandes empresas que se achavam soberanas ”DE TUDO” e estranhamente embarcaram nessa barca ”maquiando” o lado vermelho e negativando tudo no lado azul fazendo o ótimo RW criar um Blog de resistência à eles.

    • Márcio Tubarão (PDF FIFA)

      Pois é… esta notícia deve estar chegando de charrete aqui no Texas.

      Em uma coisa eu estava certo: o fato de os direito estarem com a FOX não era impeditivo, já que a Sport TV também transmitiu o jogo.

      Olha, não desejo que as pessoas percam seus empregos. Mas, sinceramente, isso é o que acontece quando se paga o preço do que a IVI “vem comprando” ao longo dos anos.

      2018 vai ser um grande ano.

  • Heraldo

    Depois de ler vários comentários em diversos blogs, não entendo o galo, botafogo e flamengo, sem técnico.

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    Mais uma do Circo do aterro. Alguém viu por aí o ”sumido” Fernandinho Beira Rio ?????

    http://www.revistacolorada.com.br/2018/02/justica-da-espanhola-investiga.html

  • wilson santos

    Vamos com o time reserva amanhã.
    Estamos com apenas três jogos na temporada e sem ritmo de jogo.
    Talvez fosse melhor ir de titulares para dar ritmo aos jogadores.
    Ainda pesa a necessidade de pontuar no ruralito.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Paulo Victor, Léo Gomes, Bressan, Paulo Miranda e Marcelo Oliveira.
      Michel, Ramiro, Maicossuel, Tony Anderson, Lima e Álisson.

      Wilson, para amanhã entendo que este time mais cascudo que a transição que teve boas promessas mas não tinha um treinador à altura, terá plenas condições de trazer 3 pontos, porém, veja que já tem time no Brasil que está jogando com os titulares em sequência a 6 ou 7 rodadas e já tem jogador importante estourando lesões musculares. Como estancar e conviver com esse problema todos os anos ????? Eis aí um bom debate.