Libertadores começa com jeito de ponto final

Se o Grêmio não tivesse uma Libertadores pela frente, eu entenderia a contratação de Enderson Moreira.

Se restasse ao Grêmio apenas o campeonato regional, eu entenderia a contratação do ex-treinador do Goiás.

Afinal de Gauchão, ele entende. Teve uma experiência breve, é verdade, e não das melhores.

Foi demitido do Inter B após eliminação para o Cruzeirinho, no verão de 2011.

A rigor, o Grêmio contratou um profissional que há dois anos era demitido do Inter B. Há dois anos.

Uma das coisas boas da vida é que ela nos reserva surpresas. Tudo pode acontecer. De bom e de ruim. É como uma montanha russa.

Logo em seguida, Enderson estava no Fluminense comandando o time numa Libertadores. Vejam só. Do Inter B para a Libertadores do Flu de Fred e Conca em questão de semanas.

No Flu, ele foi eliminado nas oitavas pelo Libertad. Venceu em casa por 3 a 1. Tinha tudo para classificar-se. Mas conseguiu levar 3 a 0 no jogo da volta.

Este, em rápidas palavras, é o treinador que o Grêmio traz para disputar a Libertadores.

Um técnico que iniciou no Ipatinga, há cinco ou seis anos. Uma ascensão rápida.

É óbvio que Enderson tem algum valor. Só o fato de fazer Walter jogar, e jogar bem, já o credencia.

Terá ele capacidade de fazer o esguio Barcos fazer gols como o balofo Walter?

Há uma semana, quando começou a aparecer com mais força o nome de Enderson para o lugar de Renato, alguém da imprensa afirmou que ele traria junto o Walter. Confesso que ri na hora.

Parei de rir hoje. Só espero que a informação esteja 100% completo e que Walter desembarque no Olímpico.

Ao menos isso. Poderemos ter, então, Walter e Barcos. O Gordo e o Magro.

E seja o que Deus quiser.

Agora, duvido que Deus irá querer a Libertadores para o Grêmio se o próprio Grêmio não parece determinado a fazer todo o possível pela Libertadores.

O Grêmio lutou tanto para conseguir essa vaga direta, tanto.

A Libertadores começa assim, com um jeito triste de ponto final.

FELIPÃO

Dias desses questionei a tuitada do grande João Garcia, amigão do Scolari desde os tempos do Brasil de Pelotas.

JG informou que Felipão havia sugerido Enderson para o Grêmio.

Retruquei na hora que o mesmo Felipão certa feita alardeava as qualidades de Joel Santana como treinador.

Veio o Enderson. Muito por razões financeiras, é claro, mas desconfio que há mesmo o dedo de Felipão nessa história.

A minha esperança agora é que o Paulo Sant’Ana sempre se quebra em suas previsões no futebol. Há anos ele prevê que o Inter vai ser campeão brasileiro, por exemplo, e sempre se quebra.

PABLO

Em duas colunas na ZH – lembradas no cornetadorw -, ele previu que o Grêmio não tem chance na Libertadores, isso antes de confirmada a vinda de Enderson, e que sem Dida o Grêmio não terá goleiro.

Só resta, agora, acreditar que aconteça o inverso. É a minha esperança.

Confiram: http://cornetadorw.blogspot.com.br/2013/12/o-genio-da-padre-chagasvai-comecar-tudo.html

73
Deixe um comentário

Please Login to comment
0 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais recente
Comentário mais popular
0 Comentaristas
Recent comment authors
  Seguir discussão  
novos antigos
Notify of