Eu acredito (cada vez mais) em Miralles

Eu acredito em Miralles. Foi o que escrevi na quinta-feira no twitter. Ou na sexta? Foi um pouco antes de ficar sem internet.

Não acredito em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e em muitas outras coisas, mas acredito em Miralles.

Hoje, ele voltou ao time. Eu diria que hoje ele começou sua história no Grêmio.

Eu acredito em Miralles nem tanto pelo que já vi dele, e foi pouco porque pouco ele jogou, mas eu creio nele porque depois de perder Kleber, que fazia a diferença no ataque, e agora Moreno, é preciso acreditar em Miralles.

As chances, as escassas chances do Grêmio na Copa do Brasil dependem muito de Miralles. Se ele não der uma resposta muito positiva agora, já, imediatamente, o Grêmio dependerá basicamente de André Lima no ataque.

Algumas pessoas insistem que Facundo pode ser um segundo atacante. Pode. Um segundo atacante medíocre. Facundo Bertoglio é um meia de muita qualidade. É ali, vindo de trás, lançando e tentando o drible na entrada da área -algo que Marquinhos e Marco Antônio se recusam a fazer por comodismo ou falta de habilidade mesmo – que esse argentino rende mais e se torna um jogador diferenciado.

Contra o Caxias, ele meteu duas bolas formidáveis. Uma para Miralles, que recebeu pela esquerda, cortou para dentro e mandou no canto direito, matando o goleiro do Caxias. Golaço. Um gol parecido com o que ele fez contra o Flamengo e liquidou Luxemburgo e Ronaldinho Carioca. Só que ali ele chutou com a esquerda. O que significa que ele bate bem com as duas.

A segunda bola enfiada magistralmente pelo Facundo foi para André Lima, que até driblou o goleiro.

Então, Facundo é meia e Miralles atacante. Com os dois, o Grêmio ainda tem alguma chance na Copa do Brasil.

Eu acredito em Miralles. Depois do que vi hoje, mais do que nunca.

SAIDEIRA

Outro aspecto positivo do jogo em que o Grêmio bateu o Caxias por 3 a 1 foi que ninguém se machucou, ao menos seriamente. Com a miudinha que se abateu sobre os jogadores mais talentosos do time, e são tão poucos, temia que o pior acontecesse com o Fernando. O guri, que veio da base e teve oportunidade entrando devagar, mas sistematicamente, como deve ser, está cada vez melhor.

Além de lesão, temo que o Mano Menezes o convoque para  a seleção.

GORJETA

Da série ‘Aqui se faz, aqui se paga’: CPI sobre supostas falcatruas no Instituto Ronaldinho, com dinheiro público (federal, estadual e municipal) e prestígio roçando o fundo do poço no Flamengo, com grande parte, ou totalidade, querendo a cabeça daquele que um dia foi o melhor do mundo.

Se gostou, compartilhe!