RG e a fábula do escorpião

Acordei com um cutuco.

Ronaldinho não vem mais.
Há uns 15 dias dei como certa a contratação do RG. Afirmei que ele seria anunciado no Natal.
Não foi. Estava tudo ajustado, mas faltavam detalhes no contrato. Foi aí que o Flamengo entrou com tudo, dizem que até com a rede Globo por trás.
O roteiro dessa novela não fecha, há muitos furos.
O primeiro: para RG voltar ao Grêmio é preciso antes de tudo que ele esteja realmente determinado a voltar a ser jogador de futebol, colocando em segundo plano a vida de pagodeiro.
Eu acreditava nessa disposição do RG.
Mas aí me toquei que o seu comportamento continua sendo de ex-atleta. Vive na noite. Para o enredo fechar, ele teria de estar treinando, mesmo que minimamente.
RG não demonstra em seus atos que quer voltar a ser o grande RG. Parece disposto a continuar sendo uma caricatura do jogador que já foi o melhor do mundo.
Eu sei que está tudo certo entre GRêmio e Assis, o mano empresário, procurador.
Mas faltam as assinaturas.
Para reforçar minha desconfiança e meu temor (sim, eu sou a favor da volta de um RG determinado a jogar futebol), tem a frase no site do jogador:
“Pela minha vontade já estaria com a camisa do Grêmio”.
Um otimista diria que a frase é um indicativo da vontade de RG. Se bem que a ‘vontade’ de RG é ditada por seu irmão e guru.
Eu leio a frase com olhos de que já foi mordido por cobra.
RG pode estar preparando o espírito dos gremistas.
Se ele não voltar, foi contra a sua vontade.
Uma tentativa de atenuar a revolta que irá acontecer se tudo der errado e RG fechar com o Flamengo.
A próxima frase no site, então, seria algo assim:
“Vcs sabiam que eu queria voltar, mas infelizmente não foi possível”.
Está bem, podem me chamar de pessimista.
Mas eu não consigo esquecer a fábula do escorpião, que nunca foge à sua natureza.
E o Assis é um escorpião, dos grandes e dos mais venenosos.
SAIDEIRA
Ah, a frase do RG é completada com o seguinte:
… viria para o Grêmio até ganhando menos.
É de estremecer, ter calafrios.
Assis nunca aceita ganhar menos. Ele quer sempre mais. E já comprovou
isso. O muito é pouco pra ele.
Espero estar enganado.
E à tarde ver o Grêmio anunciando a volta de RG.

Se gostou, compartilhe!

  • David

    Entendo Ilgo. As vezes é bom ser pessimista. A queda é menor. Mas eu acho que ele vem ainda.

    O que me preocupa mesmo é como montar o time. Colocando ele no lugar do Lucio o time fica faceiro. Tirando o Andre, ficamos sem uma referencia. E o que mais me assusta é o Lucio na lateral, logo no lado que o Ronaldinho atua. Imagina a avenida ali.

  • Tout Puissant

    Reche e Zé Aldo, dois dos mais fanáticos colorados da “imprensa isenta”, perderam a compostura com a vinda do R10. Simplesmente saíram da casinha. Como não adiantou melar a contratação, agora a tática será outra: criar intriga entre o R10 e o Renato. Podem apostar.

  • Só vejo um lugar pro RG: a função do Douglas.
    talvez como segundo atacante. e só.
    no mcampo é preciso tr~es que marcam tambem.

    RG sacudiu o rio grande, mexeu com um abelheiro.

    o caso RG salvou a mídia, que conseguiu assunto.
    já passei por isso e sei como a gente vibra qdo tem uma novela, ainda mais como essa.

  • Zé Esquilo

    Até pq o Assis é muito esperto é que o irmão dele virá mesmo. São daqui e família e tudo o mais, ou seja, os negócios da vida todacontinuarão aqui. não tinha pq se queimar, DE NOVO, à toa.
    Veme uma baita contratação gremista. É como quando o Inter trouxe o Dunga, mesmo que o Dunga não fosse um cara p chegar e decidir uma partida, um campeonato. Tinha de se fazer time pra jogar com ele e não fizeram. O Ronaldinho njá encontra tudo pronto, então se o markenting garante e banca o Ronaldo no Curtinthians, bancou Adriano no Fla, pq o Grêmio não iria aproveitar também?
    Ídolo tem de se aposentar no time q o lançou p futebol. Espero q o Nilmar e o Pato, um dia voltem e se aposentem no Inter.
    Acho q o Ânderson e talvez até o Lucas, ainda voltam pro Grêmio um dia.
    P.S. Mas essa de intrigar RG e Portaluppi, ah, essa eu já pensei, só que pensei da seguinte maneira, se fosse o Inter, tenho certeza q aqui mesmo, nesse blog já estariam dizendo isos,q os egos não se aguentariam.
    Mas a favor do Portaluppi tem aquela máxima dele de que craque joga sempre no time dele, então não tem pq achar q ele vá barrar, por ex., o RG.
    Parabéns gremistas, bela contratação ,espero q não dê certo dentro de campo, mas aí faz parte da secação.

  • Zé Esquilo num raro momento de lucidez e seriedade. Parabéns. Este é o Élvio que eu conheço.
    É a prova de nem tudo está perdido e que o RG pode mesmo voltar a ser jogador de futebol.

  • Zé Esquilo

    ora, basta tu pedir pro teu amigo Coelho falar numa boa sem xingamentos q a coisa fluí numa boa.
    Claro q quando o time da gente perde, no dia e na sequência perto daqueles dias é ruim, normal as vezes um xingamento e tal. Mas sempre, fica chato, e aí a réplica acaba sendo uma obrigação até.
    No mais é isso, o RG nunca deixou de ser jogador, só aprontou tipo o Adriano lá mesmo, em Milão, aí veio pro fla e arrebentou.
    É que ainda há diferença num aspecto do futebol aqui e na Europa. Tanto aqui quanto lá, o cara tem de ser profisisonal e tal. Só que lá não basta ir bem numa rodada, ser decisivo até mesmo num clássico e ir pra balada. Já aqui no Brasil AINDA DÁ (nãotanto uanto antes, mas ainda dá), ou seja, o Adriano fazia os gols nos clássicos, deu título brasileiro pro Flamengo, tirou Corinthians da Libertadores (vingando a ida do Ronaldo pra lá e tal), aí caía na balada. Quer dizer, ainda dá pra fazer isso aqui e na Europa eles não aceitam mesmo.

  • David

    Elas estão desesperadas, Ilgo. Olha o que saiu num blog de um conhecido seu: No começo da semana, o treinador Renato Portaluppi declarou que estaria em Porto Alegre na quarta-feira “para resolver este problema (contratação de Ronaldinho)”. Paulo Odone não teria gostado da afirmação.