Surge uma grande equipe: a Alemanha

Brasil e Argentina voltam para casa mais cedo do que esperavam seus comandantes e comandados.

Boa parte da imprensa e da torcida dos dois países, na realidade, desconfiavam que a eliminação na Copa não tardaria. Muitos dos freuqentadores do boteco tinham o mesmo pensamento, inclusive eu.

Escrevi várias vezes que bastaria um adversário mais forte e mais organizado que os dois sucumbiriam.

Foi assim com o time de Dunga. Foi assim com o time de Maradona.

Dois aprendizes. Na hora do aperto, da dificuldade, é que o técnico precisa fazer a diferença, justificar seu salário.

Contra os fracos, os jogadores resolvem sozinhos, praticamente.

O bom treinador aparece na hora ruim. É assim com Silas no Grêmio. Não seria diferente com Dunga e Maradona.

O argentino volta com o rabo entre as pernas. Caiu de quatro diante dos alemães. Dunga ainda retorna com um mínimo de dignidade. Perdeu por 2 a 1 jogando com um a menos, o que reduz sua culpa, embora o expulso tenha sido por ele convocado, contrariando todos os que conhecem um pouco de futebol.

Chega de perdedores.

A Alemanha surge agora como grande favorita. Enfim, uma grande equipe, ao que tudo indica. Fui cético na estreia alemã, mas meter 4 a 0 na Argentina numa decisão de Copa do Mundo não é pra qualquer um. É coisa de cachorro grande.

Agora, é preciso ressaltar que o placar foi duro para a Argentina, que concluiu inúmeras vezes de média distância, mas normalmente no centro de goleira.

Vejo na Alemanha alguns talentos: além do goleiro, o lateral e capitão Lahn deu uma aula de como jogar na posição; o volante Schweinsteiger é só espetacular (este sim, não o Mathias do Fernando Carvalho), uma maestro, um marcador e, além de tudo, tem muita técnica como mostrou no terceiro gol; Podolski, o Klose e o Muller. Talvez tenha esquecido algum.

A Holanda é melhor que a Argentina.

Quem sabe a Holanda não devolve o que aconteceu em 1974…

SAIDEIRA

O Aprendiz do Olímpico afirmou peremptoriamente (sempre lembro do T. Fernando, não adianta) que M. Fernandes com ele é lateral.

Sempre desconfiei dessa declaração. Ele parecia mandar recado para alguém. Para o empresário Machado, dono de 50% do passe do guri?

Não sei. O fato é dias depois M. Fernandes volta pra zaga.

A desculpa do Silas é mais do que esfarrapada para justificar dua mudança.

Aí tem coisa. Ou tinha coisa. Ou então o aprendiz é um cagalhão.

Com todo o respeito.

Se gostou, compartilhe!